Página Inicial > Áreas de Ação > Cultura > Espaços Culturais > Outros Espaços...Museológicos

Outros Espaços Museológicos

Museu de Carros de Cavalo

Museu particular instalado num edifício junto a um belo solar do século XVIII, que alberga a coleção reunida pelo Dr Lopo de Carvalho, com mais de 50 carros de cavalos, especialmente do século XIX.
Aqui pode ver desde carros de passeio a charretes familiares, passando por veículos de caça e de transporte público.
Também tem uma vasta coleção de selas, selins e outros artefactos relacionados com os cavalos. Na coleção estão incluídos 2 bonitos carros um que pertenceu a D. Maria Pia de Sabóia e o outro do seu filho D. Afonso de Bragança, conhecido por arreda.


Marcações de visitas através do telefone 258731162
Local: Quinta da Bouça (Santa Leocádia de Geraz do Lima)
Visitas guiadas por marcação: 258 731162 / 966096017

E-mail: mgracalopo@gmail.com

Local: Sta. Leocádia de Geraz do Lima (Quinta da Bouça)
Site: http://museudecarrosdecavalos.com
GPS: N41°42'10.64", W8°39'39.52"

 

Núcleo Museológico de Lanheses

Exposições Permanentes: A olaria e Cerâmica de Lanheses" e "As Embarcações do Rio Lima"
O Núcleo Museológico de Lanheses, inaugurado no dia 1 de Agosto de 2008, funciona na antiga Escola Primária de Lanheses, local que também acolhe a sede da Junta de Freguesia.
Este Núcleo inclui duas vertentes: uma dedicada às pirogas encontradas no rio Lima - vestígios náuticos mais antigos do país - outra à cerâmica, actividade com tradições naquela freguesia.  
A freguesia de Lanheses teve uma forte actividade artesanal ligada à cerâmica, olaria e exploração mineira (essencialmente de estanho). São muitos os vestígios de cerâmica castreja e romana, bem como os documentos antigos que referem "fornos de cozer telha" ou "eiras de barro".
Na freguesia de Lanheses, foram descobertas, em 2003, duas pirogas datadas dos séculos III/II a.C. que comprovam a actividade milenar no rio Lima. Sendo dos achados mais antigos do país, a temática das pirogas está também em destaque neste núcleo museológico.


Visitas guiadas por marcação: 258 733280
Local: Edifício da Junta de Freguesia
E-mail: jfanheses@mail.telepac.pt

 


 

Museu Interactivo da Fábrica do Chocolate

O Museu da Fábrica do Chocolate oferece um conjunto de soluções interpretativas sobre o chocolate e o cacau, com uma forte componente tecnológica e interativa, dividido em 5 espaços distintos, interligados e organizados em circuito. Na sala Origens os visitantes fazem uma viagem pelas origens e geografia do cacau, onde é possível ver, tocar, sentir, e cheirar verdadeiras cápsulas do cacau e as suas favas. Na sala Xocolatl através de uma projeção 3D conta-se a história da utilização do cacau pelas civilizações Olmeca, Asteca e Maia e a sua chegada à Europa, pela mão de navegadores espanhóis. A Sala Mundi, um espaço circular que representa a difusão do chocolate pelo Mundo, dão-se a conhecer os nomes e marcas mais relevantes, as descobertas mais importantes. Na Sala Culto, os visitantes descobrem o chocolate enquanto objeto de devoção e elemento inspirador em diversas áreas da sociedade. Por fim, na Sala da Fábrica, os visitantes simulam a produção de uma tablete de chocolate, símbolo da produção em massa do chocolate dos tempos modernos.

Preços:
Adulto 8,00€
Criança (4-12 anos) 6,00€
Escolas / ATLs / IPSSs 6,00€
Desconto família * ver informações úteis
Sénior (>65 anos) 6,00€
Grupos (> 10 pessoas) 7,00€


Informações úteis:
- Tarifa Família - Redução de um euro ao preço base aplicável a cada membro de família. Entende-se por família: mínimo 2 pessoas (familiares) uma das quais deve ser menor (até 18 anos).
- Tarifa Grupo - Aplicável a grupos com o mínimo de 10 pessoas. Aos elementos do grupo aplicar-se-á sempre a tarifa mais vantajosa (sénior, criança) quando aplicável. Aos restantes elementos do grupo (>18 < 65) aplica-se a tarifa de grupo de € 7,00.
- A Bilheteira encerra 15 minutos antes da hora de encerramento do Museu.
- As crianças menores de 12 anos de idade devem estar sempre junto dos adultos que as acompanham.
- Sacos e volumes devem ser depositados no Bengaleiro.
- Não é permitido tomar refeições próprias no Museu.
- Não é permitida a entrada de animais, à excepção de cães-guia para invisuais.
- É permitido fotografar sem flash e registar em video, excepto para fins de utilização comercial ou pública. Neste ultimo caso é sempre necessária autorização expressa para o efeito.
- É permitida a entrada a carrinhos de bebé.

mfc

Fábrica do Chocolate – Museu Interactivo
Rua do Gontim, 70-76
4900-474 Viana do Castelo 
Tel: 258244000
Email: museu@fabricadochocolate.com
website:www.fabricadochocolate.com
Facebook: www.facebook.com/fabricadochocolate

Horário de funcionamento: Aberto todos os dias das 10h às 18h.

Latitude: 41.69475'' N
Longitude: -8.824370'' W

mc



Museu do Transporte e Museu do Traje e Costumes

Os museus da recém criada Fundação Santoinho, têm como objetivo a preservação do vasto espólio congregado por António Cunha e a divulgação das tradições e cultura minhotas.

Museu do Transporte

Este museu deve-se à atividade de António Cunha, fundador da empresa AVIC, no setor dos transportes públicos de passageiros, especialmente na região do Minho.
Nos anos 50 obteve a licença nº1 em Portugal para transporte em aluguer turístico e organizou excursões no primeiro autocarro fabricado pela Salvador Caetano (em exposição). Estão expostos veículos desde a tração humana à animal, bem como posteriormente à motorização (autocarros antigos de turismo e carreira), demonstrando a grande evolução nos transportes nos últimos dois séculos.

Museu do Traje e Costumes

O Museu do Traje e Costumes, apesar de muito recente, tem as suas origens ainda na década de 70 do Séc. XX. António Cunha, responsável pela criação do arraial minhoto de Santoinho em 1972, sempre considerou a etnografia um pilar central da nossa cultura, colecionando um alargado número de alfaias agrícolas e adquirindo nos anos 70 um importante espólio de trajes minhotos.
Estando guardada durante os últimos 40 anos, com o objetivo de vir a integrar este museu, a coleção manteve-se intacta e é hoje das mais significativas do país, tanto pelo número de peças como pelo seu valor histórico. Através da criação deste museu é cumprida a vontade de António Cunha de partilhar a sua coleção com a comunidade.


Os museus estão abertos ao público mediante marcação prévia. Possibilidade de marcação para grupos de alunos, com visita guiada.


Localização: Santoinho, Darque - Viana do Castelo
Contacto telefónico para Marcação de Visitas: 258820360 ou 962079540
Website: http://www.santoinho.pt
E-mail: santoinho@avic.pt
Telefone: 258820360
Coordenadas GPS: N41.676999 - W8.784117