Página Inicial > Notícias > “Viana...Coração”

“Viana é Amor” assinala Dia de São Valentim com concerto dos Lucky Duckies e mesa “Doce Coração”

07 Fevereiro 2020

A programação “Viana é Amor” prepara-se para viver o dia mais romântico do ano com música e doçaria. Para assinalar o Dia de São Valentim, a Câmara Municipal de Viana do Castelo e a Associação Empresarial de Viana do Castelo apresentam um programa que inclui um concerto dos Lucky Duckies, na Praça da República, às 21h30 de 15 de fevereiro.


Antes, no sábado de manhã, o centro histórico acolhe um espetáculo musical pela Banda de Gaiteiros da ZEPAM - Zé Pedro Associação Musical. A partir das 13h00, a Praça da República recebe o início dos preparativos da mesa “Doce Coração”, com 86 metros de comprimento. Para as 15h30, está agendada a distribuição de prendas por parte de pasteleiros do concelho. Esta iniciativa doce conta com a colaboração de cerca de 10 pastelarias de Viana do Castelo e vai incluir 1.500 cupcakes e a distribuição de 1.000 saquinhos com bolachas aos vianenses e visitantes, com a imagem do evento.


No âmbito do Dia dos Namorados, está ainda a ser promovido o Concurso de Montras do Dia de São Valentim e o Concurso do Slogan – “Dia dos Namorados AEVC”. O concurso está já a decorrer, podendo as propostas ser enviadas até às 19h00 de 13 de fevereiro (regulamento disponível no site da AEVC), sendo que o slogan vencedor será utilizado na promoção de 2021.


The Lucky Duckies é uma banda portuguesa que se estreou a 25 de abril de 1987, por Marco António. A banda, originalmente denominada Os Promusica, começou a ter grande repercussão em 1989 quando o fundador do projeto, com novos músicos, criou o novo nome, que viria a tornar-se definitivo.


Inspirada em artistas dos anos 50 e princípios da década de 60 do século XX, os The Lucky Duckies tiveram influências de cantores como Elvis Presley, Dean Martin, Frank Sinatra e Sammy Davis Jr.. Começaram por prestar tributo aos grandes clássicos do Rock’n’Roll, mas rapidamente mergulharam em toda uma nostalgia musical influenciada pelos estilos internacionais mais populares entre os anos 20 e os anos 60, como swing jazz, Blues, bossanova, rock'n'roll e clássicos da música portuguesa. Em 2002, a entrada da vocalista Cláudia Faria, a voz feminina do grupo, trouxe uma estética diferente à banda, acrescentando temas tipicamente femininos daquelas épocas.