Página Inicial > Notícias > Viana do...Alto Minho”

Viana do Castelo distinguida no Prémio “Excelência Energético-Ambiental no Alto Minho”

18 Dezembro 2018

O Município de Viana do Castelo acaba de ser distinguido como vencedor na categoria Mobilidade Sustentável no Prémio Excelência Energético-Ambiental, uma iniciativa da AREA Alto Minho – Agência Regional de Energia e Ambiente do Alto Minho. Viana do Castelo venceu uma das quatro categorias pelo trabalho desenvolvido com o funicular de Santa Luzia.


O prémio pretende “reconhecer um conjunto de organizações, públicas e privadas, que se destaquem pelos resultados obtidos na execução de projetos ou ações que promovam o desenvolvimento sustentável do Alto Minho através da adoção de boas-práticas energético-ambientais”. Entre as quatro categorias, Viana do Castelo arrecadou a categoria ‘Sensibilização Energético-Ambiental, tendo o vereador Luís Nobre recebido o prémio em nome da Câmara Municipal pelo trabalho desenvolvido para promover a deslocação de pessoas ao Monte de Santa Luzia pelo funicular.


O Funicular de Santa Luzia, distinguido com o prémio de Infraestrutura Ferroviária do Ano 2013 e com o mesmo certificado em 2014, é o mais moderno de Portugal. Vencendo um desnível de 160 metros, em seis a sete minutos, a viagem no Funicular de Santa Luzia é a mais longa de todos os funiculares do país, com os seus 650 metros.


Construído por iniciativa do empresário e engenheiro portuense Bernardo Pinto Abrunhosa, foi inaugurado a 2 de junho de 1923 através da Empreza do Elevador de Santa Luzia. Entre 18 de Agosto e 31 de Outubro de 1944, os Serviços Municipalizados de Viana do Castelo asseguraram a exploração, com carácter provisório e, em 1945, foi alvo de importantes trabalhos de reparação.


A 28 de Janeiro de 2005 o funicular foi transferido para o domínio público do Município de Viana do Castelo e, em meados de 2005, foi alvo de uma empreitada de 2,28 milhões de euros, com a renovação da linha, recuperação dos muros que a ladeiam e a instalação de duas modernas carruagens, com lotação para 25 pessoas, 12 sentadas e 13 em pé. As carruagens permitem o transporte de bicicletas para que os ciclistas possam ascender a Santa Luzia e circular nos trilhos de montanha existentes.