Página Inicial > Notícias > Viana do...Eléctrica

Viana do Castelo assinou contrato para criar Rede Piloto de Mobilidade Eléctrica

22 Setembro 2009

O Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, assinou ontem, em representação do Município, o contrato entre as autarquias que integram a Rede Piloto para a Mobilidade Eléctrica e a INTELI – Inteligência e Inovação. Este contrato irá permitir aos 24 municípios pioneiros formar o primeiro living lab para a mobilidade eléctrica na Europa, numa altura em que Viana do Castelo tem em marcha uma política de mobilidade eléctrica que teve início em 2004 com o projecto dos autocarros eléctricos.

Em Santarém, José Maria Costa subscreveu o consórcio que irá permitir avançar com o Plano Nacional de Acção para a Eficiência Energética e que segue a política adoptada em Viana do Castelo nos últimos anos, com a implementação de um conjunto de medidas integradas de mobilidade onde se incluem os dois autocarros eléctricos que circulam no centro histórico. Por isso, o desafio lançado pelo Governo Português que prevê a operacionalização da Fase Piloto do Programa para a Mobilidade Eléctrica com a instalação de uma infra-estrutura mínima de mobilidade eléctrica de 1350 postos de carregamento a nível nacional até 2011, foi aceite por Viana do Castelo.

Com esta subscrição, Viana do Castelo assume-se como um território de experimentação, teste e validação de novas soluções de mobilidade eléctrica, criando um laboratório de experimentação de soluções de mobilidade eléctrica à escala nacional, visando a criação de sinergias entre os diferentes municípios. Em causa está um “living lab” para a mobilidade eléctrica ao qual Viana do Castelo aderiu.

Este projecto inovador e pioneiro a nível internacional contempla a implementação das infra-estruturas e sistemas de suporte necessários ao carregamento de veículos eléctricos a ser executada em três fases (fase piloto até finais de 2011, fase de crescimento para consolidar as soluções adoptadas e fase de consolidação a iniciar quando a procura de veículos eléctricos atingir um nível sustentado).

O programa integra também a implementação do modelo para a Mobilidade Eléctrica (MOBI.E), cujas áreas de intervenção implicam a utilização de veículos eléctricos mas também sistemas de mobilidade/intermodalidade, modelos energéticos, ordenamento do território e planeamento urbano, entre outros. Neste âmbito, as Autarquias que subscreveram o plano constituem-se como centros de inovação, conhecimento e criatividade, mas também como laboratórios de experimentação.

O plano é, para José Maria Costa, um salto qualitativo nas políticas ambientais e energéticas que a Câmara Municipal de Viana do Castelo tem vindo a aplicar nos últimos anos, razão pela qual o município aderiu à Rede Piloto, considerada por seu lado” “uma aposta decisiva nas energias renováveis”. Com metas de criação de 320 pontos de carregamento em 2010 e 1350 em 2011, a Rede Piloto será compatível com todas as marcas de veículos eléctricos e baterias e torna Portugal um dos primeiros países do mundo a ter uma política integrada para a mobilidade eléctrica e uma rede de carregamento de âmbito nacional.

 

            Viana do Castelo, 22 de Setembro de 2009

 

Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo