Página Inicial > Notícias > Vencedores...ao escritor

Vencedores da 11ª edição do Prémio Escolar António Manuel Couto Viana anunciados em dia de homenagem ao escritor

08 Junho 2021

No dia em que se assinala o aniversário do falecimento do escritor António Manuel Couto Viana, a Câmara Municipal de Viana do Castelo divulga os vencedores da 11ª edição do Prémio Escolar que foi criado para homenagear a personalidade vianense que foi autor de literatura infantil, poeta, ensaísta, tradutor e dramaturgo.


Assim, 8 de junho, data da morte de Couto Viana, tem sido a data escolhida para a divulgação dos premiados e assume-se como o dia em que a comunidade educativa vianense, através do Prémio Escolar, se une à Câmara Municipal e à Biblioteca Municipal nesta homenagem à vida e à obra do escritor vianense. A homenagem é traduzida num prémio que tem por finalidade dar a conhecer a obra literária do autor e de premiar produções literárias e artísticas da população infantojuvenil da comunidade escolar vianense sob as modalidades de Conto, de Ensaio, de Ilustração e de Poesia.


Na presente edição foram apresentados à fase final do concurso 63 trabalhos dos alunos das escolas do concelho, públicas e privadas, e o júri deliberou premiar um total de 14 trabalhos, distribuídos pelas várias modalidade e anos de escolaridade.


Na modalidade de CONTO (tema livre), o prémio foi atribuído aos seguintes concorrentes: 1.º Ciclo do Ensino Básico, Tiago de Castro Carvalho, com “O diário”, aluno da EB1 Monserrate, do Agrupamento de Escolas de Monserrate. No 2.º Ciclo do Ensino Básico, foi vencedor Francisco Alves Marinho, com o conto “Doutor Tod”, sendo aluno do Colégio do Minho. No 3.º Ciclo do Ensino Básico, venceu o conto “Agonia, a menina moça”, de Simão Martins Barbosa, da EB2,3/S Pintor José de Brito. No Ensino Secundário foi vencedora Verónica Rodrigues Fernandes, da Escola Secundária de Monserrate, com o conto “"Jorge Jesus"”.


Na modalidade de POESIA (tema livre), o prémio foi atribuído aos seguintes concorrentes: 1.º Ciclo do Ensino Básico, Matilde Fernandes da Silva, da EB1 do Calvário, do Agrupamento de Escolas da Abelheira, com “A escavar é que a gente se entende!”. No 2.º Ciclo do Ensino Básico venceu Sara Gigante Rufo, com a poesia “Sonhar”, sendo aluna do Colégio do Minho. No 3.º Ciclo do Ensino Básico o vencedor foi Guilherme Pinto Correia, da EB2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires, do Agrupamento de Escolas de Santa Maria Maior, com “Sentir a primavera”. No Ensino Secundário foi vencedora Maria Inês Dias de Barros, da Escola Secundária de Santa Maria Maior, com “Canto quinto e meio”.


Na modalidade de ENSAIO, o prémio foi atribuído aos trabalhos realizados a partir da obra de António Manuel Couto Viana, de acordo com os seguintes níveis de escolaridade: 2.º Ciclo do Ensino Básico, Afonso Filipe Guedes, com o: “Ensaio sobre O Peixe Risonho” a partir do poema " O peixe risonho" do livro Versos de Cacaracá, da EB2,3 Dr. Pedro Barbosa, do Agrupamento de Escolas de Monserrate. No Ensino Secundário venceu Maria Filipe da Ponte Guedes, com o ensaio “Postais de Viana de António Manuel Couto Viana”, da Escola Secundária de Monserrate.


Na modalidade de ILUSTRAÇÃO, o prémio foi atribuído aos trabalhos realizados a partir da obra de António Manuel Couto Viana, de acordo com os seguintes níveis de escolaridade: 1.º Ciclo do Ensino Básico, Vicente Martins Venda Lira Coelho, com a Ilustração intitulada “Mixórdia de poemas” a partir do livro “Bichos diversos em Versos”, aluno da EB1 Avenida. No 2.º Ciclo do Ensino Básico o vencedor foi Salvador Pires da Silva com a Ilustração a partir do poema "Se fosses… querias ser" do livro “Versos de cacaracá: poesia infantil”, aluno do Colégio do Minho. No 3.º Ciclo do Ensino Básico venceu Helena Feio Garcia com a Ilustração a partir da "Lenda da Serra da Nó" do livro “Lendas do vale do lima”, sendo aluna da EB2,3 Viana do Castelo, do Agrupamento de Escolas da Abelheira. Por fim, no Ensino Secundário a vencedora foi Magda Nery, com a Ilustração a partir do poema "Quem sou eu?"” do livro “Versos de cacaracá: poesia infantil”, da Escola Secundária de Monserrate.


Com esta iniciativa, que conta com o apoio da Editora OPERA OMNIA, a Câmara Municipal, através da sua Biblioteca, procura responder ao apelo do Manifesto da IFLA/UNESCO sobre Bibliotecas Públicas 1994 que defende a biblioteca pública como “porta de acesso local ao conhecimento - fornece as condições básicas para a aprendizagem ao longo da vida, para uma tomada de decisão independente e para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais”.