Página Inicial > Notícias > Tomo 53 dos...do Castelo

Tomo 53 dos Cadernos Vianenses assume-se como fonte de memórias e repositório da cultura de Viana do Castelo

23 Dezembro 2019

A Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo recebeu a apresentação do Tomo 53 dos Cadernos Vianenses, uma publicação de agrega textos, artigos, testemunhos, opiniões e ideias de figuras da cultura vianense, abordando diversos temas e estudos. Os Cadernos Vianenses assumem-se como um repositório da cultura vianense, conjugando a sabedoria e as memórias dos autores.


Para o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, a edição de mais um tomo dos Cadernos Vianenses tem como objetivo preservar ideias, opiniões, escritos e documentos ao longo dos anos, que serão, um dia, espólio do saber e da cultura vianense.


No ano em que Frei Bartolomeu dos Mártires se tornou Santo, os Cadernos Vianenses prestam-lhe homenagem com um conjunto de textos que evidencia o papel determinante desempenhado por este elevado homem. Tendo como tema as comemorações dos 400 anos da 1ª edição da obra VIDA DE DOM FREI BERTOLAMEV DOS MARTYRES, de Frei Luís de Sousa, os cadernos iniciam com um texto de Rui A. Faria Viana sobre a apresentação da publicação do Município que assinalou a efeméride. Também Monsenhor Sebastião Ferreira apresenta um texto que evidencia o caráter bom do Frei e o facto de este ter nascido e vivido sob a égide da cruz.


Artur Anselmo apresenta “Os dois lados do espelho: Manuel de Sousa Coutinho e (ou) Frei Luís de Sousa” e Ana Filomena Curralo surge com o texto “A folha de rosto da obra Vida de Dom Frei Bertolomev dos Martyres, impressa em Viana do Castelo em 1619”, terminando este tema com “Itinerários entre Portugal e Itália: a viagem de Dom Frei Bartolomeu dos Mártires”, de António Matos Reis.


Nos Estudos Vários, o Tomo 53 integra “Os governos da Câmara de Viana do Minho durante o Antigo Regime” e conhecer mais sobre ”Viana em Camilo: Estrelas Propícias”. Destaque ainda para “Boaventura Maciel Aranha: biografia de Dom Rodrigo de Moura Teles”, bem como “João da Providência Sousa e Costa: ‘Um ilustre vianense’ na Universidade de Coimbra”. Os Cadernos Vianenses incluem ainda um texto sobre “Dois amigos: Raúl Brandão e João da Rocha”, bem como um artigo sobre “O associativismo agrícola em Viana em finais do século XIX”.


Nesta edição, é também apresentado um texto sobre os “100 anos de história da GNR em Viana do Castelo”. “O mítico relicário da Irmandade de Nossa Senhora das Dores de Afife”, “A evolução da frota bacalhoeira”, “Heráldica em Viana do Castelo: Património a revalorizar” e “Nos 170 anos da Assembleia Vianense” são outros estudos variados publicados.


No que toca aos Continuados, a presente edição dos Cadernos Vianenses inclui “Pilotos de Viana do Castelo (Parte III)” e “Arquivo Municipal de Viana do Castelo: Descrição Documental (parte II)”.