Página Inicial > Notícias > Revista “Wallpaper”...em betão

Revista “Wallpaper” destaca Pavilhão do Atlântico como exemplo de excelência de arquitetura em betão

09 Outubro 2018

Num artigo intitulado “Arquitetura em betão: a nossa seleção dos melhores”, o site da conceituada revista de design “Wallpaper” destacou o recém-inaugurado Pavilhão do Atlântico de Viana do Castelo como uma das melhores construções na massa de cimento. O Pavilhão do Atlântico, construído integralmente com financiamento da Câmara Municipal de Viana do Castelo, corresponde a um projeto do gabinete Valdemar Coutinho Arquitectos, e é apresentado, pela publicação, como um dos melhores edifícios em betão.


A Wallpaper apresenta-se como o destino número 1 de design, reunindo o melhor da arquitetura, interiores, moda, arte e contemporaneidade. No artigo, que apresenta fotografias do pavilhão vianense, pode ler-se que “o desenho deste pavilhão desportivo comunitário e educativo corresponde à necessidade de criar um edifício de baixo orçamento e de fácil manutenção para a Câmara Municipal de Viana do Castelo”. Por isso, a Wallpaper afirma que “enquanto Valdemar Coutinho Arquitectos projetou uma ‘imagem brutalista’ usando betão e pedra grampeada cinza-azulada na fachada, os arquitetos refinaram a arquitetura interior para torná-la acessível e humana”. O artigo destaca ainda, no hall de entrada, painéis de azulejos cinzentos que foram desenhados pelo artista Mário Rocha.


O Pavilhão do Atlântico representou um investimento de 1,5 milhões de euros, tendo sido instalado na Avenida do Atlântico, num terreno em gaveto com 1785 metros quadrados entre a Avenida e a Rua Dr. Pedro Barbosa, onde está situada a escola EB 2.3 com o mesmo nome.


O pavilhão foi edificado apenas com financiamento municipal, sendo composto por dois corpos paralelepípedos que integram uma área de jogo e que permite também a prática de basquetebol por ter altura livre de 7.50 metros, contando ainda com uma bancada de 152 lugares sentados. O equipamento inclui vestiários e balneários para 20 atletas cada, vestiários para treinadores e árbitros, primeiros socorros e apoio médico, uma receção, uma cafetaria e áreas técnicas e de arrecadação.


A estrutura desportiva destina-se, em primeiro lugar, a dar apoio à comunidade escolar da EB23 Pedro Barbosa. Já no período do fim de tarde e fins de semana, o Pavilhão do Atlântico dá apoio à comunidade local e às associações desportivas.