Página Inicial > Notícias > Registo das...documentário

Registo das festas e romarias do concelho enriquece Museu do Traje e dão origem a documentário

06 Setembro 2017

A Câmara Municipal de Viana do Castelo lançou um desafio a jovens profissionais para fotografarem e recolherem em vídeo as principais tradições das festas e romarias do concelho de forma a integrar, posteriormente, o acervo do Museu do Traje de Viana do Castelo.

Iniciado em 2016, o projeto abarcou inicialmente as romarias das freguesias de Vila Franca, Alvarães, Santa Marta de Portuzelo, Meadela, Perre, Cardielos, Geraz do Lima, Carreço, Castelo do Neiva, Areosa, Afife, Nogueira e Vila Mou e, em 2017, está a ser continuado com o registo audiovisual das festas e romarias para memória futura, designadamente as romarias de Vila Nova de Anha, Outeiro, Freixieiro de Soutelo, Darque, Subportela, Vila Fria, Serreleis, Chafé, Amonde, Vilar de Murteda, S. Lourenço da Montaria e Lanheses.

Este registo implicou a presença de fotógrafos, três operadores de câmara e um operador áudio, a entrega de fotografias originais e tratadas e, em registo vídeo, o registo com drone, gimbal, câmara móvel, produção de vídeos independentes para cada festa/romaria, produção de um vídeo geral sobre as festas e produção de pequenas entrevistas aos intervenientes. O trabalho integrou também o registo áudio e a criação de uma biblioteca de sons e o acompanhamento da inserção dos vídeos e áudio no Museu do Traje.

Este projeto de registo encomendado à equipa do vianense Flávio Cruz cedo evoluiu para um documentário de autor, onde as mais autênticas e únicas tradições das nossas gentes e das nossas romarias espalhadas pelas freguesias do concelho são a personagem central. Este documentário é um trabalho em evolução e é apenas parte desta recolha e parte desta “Herança” que queremos preservar, guardando para memória futura aquilo que nos identifica e nos torna autênticos.

Para o trabalho contribuiram fotógrafos, três operadores de câmara e um operador áudio, sendo que o trabalho implicou a entrega de fotografias originais e tratadas e, em registo vídeo, o registo com drone, gimbal, câmara móvel, produção de vídeos independentes para cada festa/romaria, produção de um vídeo geral sobre as festas e produção de pequenas entrevistas aos intervenientes. O trabalho envolveu ainda o registo áudio e a criação de uma biblioteca de sons e o acompanhamento da inserção dos vídeos e áudio no Museu do Traje.

HERANÇA
Um documentário de Flávio Cruz

A herança cultural de um povo é, na sua autenticidade, uma das maiores riquezas da sociedade que, na sua identidade, congrega as histórias de tempos idos e a inquietude da vontade de a perpetuar.

O documentário do vianense Flávio Cruz retrata, de forma genuína e fiel, os processos de socialização e transmissão de valores culturais e sociais de algumas festas e romarias do concelho de Viana do Castelo, numa ótica de proteção do património cultural e imaterial.

Esta viagem festiva, de simbiose entre o religioso e o profano, reforça a consciência de que um povo sem memória não existe, sendo necessário preservar, investigar e reconstituir essa memória patrimonial e divulgar as nossas tradições, tornando-as prioritárias.

Com uma clara consciência de que a tradição não se dissocia de conceitos de modernidade, “Herança” apresenta uma banda sonora com temas originais e temas populares que, pelos dedos e pelo fole de Luís Pinheiro, foram alvo de arranjos com influências musicais contemporâneas.

Que este “Herança” nos desperte o sentido de pertença e nos comprometa na defesa dos valores e símbolos socioculturais que conferem ao povo luso uma riqueza imensurável.