Página Inicial > Notícias > Quase 30...mês de julho

Quase 30 mil viagens no Funicular de Santa Luzia ao longo do mês de julho

01 Agosto 2018

O Funicular de Santa Luzia continua a bater recordes de afluência e, no passado mês de julho, foram quase 30 mil os bilhetes vendidos para a mais longa viagem de todos os funiculares do país. No mês passado foram registadas 29.820 viagens, tendo maio assinalado 15.196 viagens e junho 14.482. Assim, em três meses, foram cerca de 60 mil viagens assinaladas, sendo que o mês de agosto costuma ser o mês mais forte do ano no que toca ao número de viagens no Funicular.


No ano de 2017, o Funicular de Santa Luzia assegurou 139.729 viagens e, nos primeiros sete meses de 2018, já registou 82.962 viagens, pelo que a infraestrutura prepara-se para voltar a bater recordes, tendo já alcançado um total 1.061.052 passageiros desde abril de 2007 até 31 de julho de 2018.


O Funicular de Santa Luzia, distinguido com o prémio de Infraestrutura Ferroviária do Ano 2013 e com o mesmo certificado em 2014, é o mais moderno de Portugal. Vencendo um desnível de 160 metros, em seis a sete minutos, a viagem no Funicular de Santa Luzia é a mais longa a nível nacional, com os seus 650 metros.


Construído por iniciativa do empresário e engenheiro portuense Bernardo Pinto Abrunhosa, foi inaugurado a 2 de junho de 1923 através da Empreza do Elevador de Santa Luzia. Entre 18 de Agosto e 31 de Outubro de 1944, os Serviços Municipalizados de Viana do Castelo asseguraram a exploração, com carácter provisório e, em 1945, foi alvo de importantes trabalhos de reparação.


A 28 de Janeiro de 2005 o funicular foi transferido para o domínio público do Município de Viana do Castelo e, em meados de 2005, foi alvo de uma empreitada de 2,28 milhões de euros, com a renovação da linha, recuperação dos muros que a ladeiam e a instalação de duas modernas carruagens, com lotação para 25 pessoas, 12 sentadas e 13 em pé. As carruagens permitem o transporte de bicicletas para que os ciclistas possam ascender a Santa Luzia e circular nos trilhos de montanha existentes.