Página Inicial > Notícias > Projeto “Viana...Reabilitação

Projeto “Viana para Todos” vence Prémio Concelho Mais Acessível do Instituto Nacional para a Reabilitação

04 Dezembro 2014

O Instituto Nacional para a Reabilitação acaba de atribuir o Prémio Concelho Mais Acessível, na categoria Transportes/Comunicação/Tecnologia pelo projeto “Viana para Todos”. O prémio, na sua primeira edição, foi entregue numa cerimónia à vereadora responsável, durante as comemorações nacionais do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, na Feira Internacional de Lisboa.

O Prémio Concelho Mais Acessível é uma iniciativa do INR que visa premiar as intervenções e iniciativas municipais, relevantes e inovadoras, que tenham por objetivo a garantia da acessibilidade nos territórios municipais, a todos os/as cidadãos/cidadãs, em especial aqueles/as com necessidades especiais e/ou mobilidade condicionada.

Esta iniciativa pretende distinguir as melhores práticas de acessibilidade nos territórios municipais e, ao atribuir o prémio a Viana do Castelo, valorizou as seguintes ações: a criação de suportes de comunicação acessíveis, como a publicação da agenda cultural em braile e outros documentos ligados ao turismo, a criação de um Roteiro de Turismo Acessível, a colocação de uma mesa interativa no interface de transportes e da criação de uma aplicação WEB, o “WALKOME”, acessível a qualquer computador ou tablet com acesso à internet, que permite calcular percursos pedonais acessíveis.

Esta plataforma permite que cada utilizador configure o seu próprio percurso, através de um conjunto de opções associadas às infraestruturas de circulação pedonal. Para isso, basta definir o ponto de origem e de destino, a partir dos quais, automaticamente, se geram percursos adaptados aos desejos, necessidades e capacidades do utilizador, indicando a distância total, o tempo necessário e o declive médio. São ainda facultadas diversas informações sobre as mudanças de direção e sobre os possíveis obstáculos ao longo do percurso, nomeadamente larguras dos passeios, existência de rebaixamentos para peões e semáforos sonorizados nas travessias para peões, a degraus, a mobiliário urbano mal localizado ou desenhado, entre outros.

Este é o resultado de um longo trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Município de Viana do Castelo, desde 2002, em parceria com as instituições locais ligadas à deficiência, nomeadamente a APPACDM, a APCVC, a ACAPO, a Íris Inclusiva, a Unidade de Saúde Pública da ULSAM, alguns voluntários, bem como a AEVC.

Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Viana do Castelo