Página Inicial > Notícias > Projectos...Litoral Norte

Projectos das Frentes Marítimas de Viana do Castelo apresentados no II Encontro Polis Litoral Norte

26 Novembro 2010

litoralO II Encontro do Polis Litoral Norte, que terminou ontem com um balanço extremamente positivo, ficou marcado pela apresentação dos projectos das frentes marítimas dos três municípios abrangido pelo programa. No encontro, onde participaram especialistas de diversas áreas e projectistas, foi presidido pela Ministra do Ambiente, que garantiu o apoio financeiro para a execução das diversas intervenções previstas.

O Polis Litoral Norte vai investir, até 2013, cerca de 90 milhões de euros nos concelhos de Viana do Castelo, Esposende e Caminha, com intervenções que decorrerão numa extensão de 50 quilómetros de costa, abrangendo ainda as zonas estuarinas dos rios Minho, Lima e Cávado, numa área total de 5.000 hectares. Em Viana do Castelo, a aposta maior vai para o reordenamento e qualificação das frentes marítimas, nomeadamente em Carreço, Amorosa, Pedra Alta/Castelo de Neiva; medidas correctivas de erosão e defesa costeira em Areosa, Rodanho, Amorosa e Pedra Alta; valorização paisagística no Porto de Vinha; e a qualificação das frentes ribeirinhas de Viana do Castelo, nomeadamente da Praia Norte, Forte de Santiago da Barra e Cabedelo.

Na apresentação dos projectos, a Ministra do Ambiente, Dulce Pássaro, elogiou o trabalho que está a ser desenvolvido pela Sociedade Polis Litoral Norte, que envolve parcerias entre a tutela e os Municípios de Caminha, Viana do Castelo e Esposende. De acordo com Dulce Pássaro, o Governo assume como estratégica a importância das zonas costeiras como mais-valias ambientais, sociais, culturais e económicas, pelo que a resolução de problemas apenas é possível com a articulação e cooperação de organismos da administração central e os municípios.

Ainda de acordo com Dulce Pássaro, o programa Polis Litoral Norte conta com o apoio financeiro do Estado e a afectação dos fundos comunitários está garantida, pelo que a execução dos projectos não será afectada pela actual conjuntura económica e financeira que o país atravessa.

No seu discurso, o Presidente da Câmara elogiou o trabalho desenvolvido pela Sociedade Polis Litoral Norte e o empenho do Governo, agradecendo as garantias de financiamento, considerando que as intervenções previstas são “de toda a relevância ambiental, de reabilitação urbana e de potenciação turística dos projectos da requalificação das frentes marítimas da Praia Norte, da envolvente ao Forte de Santiago da Barra, do Cabedelo, Amorosa e Pedra Alta/Castelo de Neiva”.

Os projectos apresentados no Encontro irão, segundo José Maria Costa, “motivar investidores privados para projectos ligados à reabilitação urbana, animação turística e empreendimentos na área do turismo”. Tomando como exemplo a envolvente do Forte e a intervenção em Pedra Alta/Castelo de Neiva, o edil sublinhou ainda que estes servirão igualmente para “valorizar as actividades económicas ligadas à pesca, que com estas intervenções vão poder ter melhores condições para o desenvolvimento das suas actividades artesanais”.

 

Viana do Castelo, 26 de Novembro de 2010      

                                 Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo