Página Inicial > Notícias > “Preto no...Sem Tabaco

“Preto no Branco – as faces do tabagismo” para comemorar Dia Mundial Sem Tabaco

24 Maio 2011

A Câmara Municipal de Viana do Castelo, através do Gabinete Cidade Saudável, vai promover a exposição “Preto no Branco – as faces do tabagismo”, entre os dias 27 e 31 de Maio, nos antigos Paços do Concelho. A exposição inclui a avaliação da função respiratória aos interessados e visitas guiadas por profissionais de saúde.

A mostra, que estará aberta ao público das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00, disponibiliza à população a avaliação da função respiratória através da realização de espirometrias e medição do monóxido de carbono em fumadores e a possibilidade de serem realizadas visitas guiadas por profissionais de saúde, mediante marcação prévia, junto do Gabinete Cidade Saudável (apoio.csaudavel@cm-viana-castelo.pt; 258 809377).

 A Exposição “Preto no Branco – as faces do tabagismo” surge no âmbito da Comemoração do Dia Mundial Sem Tabaco, dia 31 de Maio, promovido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), sob o tema “A Convenção - Quadro para Controle do Tabaco". Esta Convenção - Quadro constitui o primeiro tratado negociado sob os auspícios da OMS, adoptada por 172 países e representa um grande avanço em termos de saúde pública mundial no controlo da epidemia do tabaco.     

Esta iniciativa resulta da parceria com a Fundação Portuguesa do Pulmão com a Câmara Municipal de Viana do Castelo e surge da necessidade de destacar a importância da prevenção e da cessação tabágica como factor determinante na saúde, seguindo os princípios orientadores para a promoção da saúde da comunidade, propostos pelo movimento das Cidades Saudáveis da OMS.


A OMS recomenda seis medidas chave para reverter a epidemia do tabaco, a ser adoptada por todos os países, tais como: vigiar o consumo de tabaco e as politicas de prevenção; proteger as pessoas do fumo de tabaco ambiental; promover a cessação tabágica e tratar adequadamente os dependentes de tabaco; advertir sobre os perigos do tabaco; fazer cumprir a proibição de toda a publicidade, promoção e patrocínio de produtos de tabaco e medidas fiscais mais duras.

A mensagem fundamental da OMS é reafirmar que os países devem aplicar integramente as orientações do tratado, de modo a proteger as gerações presentes e futuras das devastadoras consequências sanitárias, sociais, ambientais e económicas que o consumo e exposição ao fumo de tabaco provocam.


Viana do Castelo, 24 de Maio de 2011

 

                                  Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo