Página Inicial > Notícias > Ministro...na náutica

Ministro da Educação garante que Viana do Castelo tem “contaminado positivamente” os municípios de todo o país com aposta na ciência e na náutica

12 Fevereiro 2019

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitou ontem as obras da EB 2,3 e Secundária Frei Bartolomeu dos Mártires e garantiu que Viana do Castelo tem “contaminado positivamente” os municípios de todo o país através da aposta do Município na ciência e na náutica.


Para o governante, que veio inaugurar a 1ª fase da obra de requalificação da Frei Bartolomeu dos Mártires, a empreitada honra “os milhares de estudantes” que já passaram por aquela infraestrutura de ensino e que ”ansiavam e mereceriam uma nova escola”. Por isso, considerou o Ministro da Educação, é altura de “celebrar as novas páginas do caderno novo que esta nova escola representa”.


Já o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, destacou o novo painel de azulejos que marca o hall de entrada da escola Frei Bartolomeu dos Mártires, da autoria da artista vianense Paula Branco Pereira, e que representa uma homenagem ao Frei, enquanto homem que “deixou uma marca de grande carinho e de reconhecimento junto da população”, enquanto homem “visionário e defensor do conhecimento e da cultura”.

O projeto “Trajetórias de um Frei: simbolismos e micronarrativas” implicou a execução de um painel de 5,22 metros quadrados em azulejo português, pintado à mão, em ladrilho cerâmico. No total, o painel que foi colocado na entrada principal do novo edifício do equipamento escolar conta com 232 azulejos.


Também o diretor do Agrupamento de Escolas de Santa Maria Maior, Benjamim Moreira, assegurou que as novas condições da escola da cidade são muito boas e representam um “sonho de toda a comunidade educativa”, indicando que podem agora oferecer aos estudantes um ensino com “muita mais qualidade”.


A obra, no valor global de 5.3 milhões de euros financiados pelo Norte 2020, foi alvo de um acordo de colaboração entre a autarquia e a tutela para a modernização das instalações da escola, garantindo o financiamento nacional para avançar com a qualificação do equipamento de ensino.


O projeto implicou a criação de um edifício principal, já inaugurado nesta primeira fase, e também a requalificação do piso nos campos de jogos, a requalificação dos espaços existentes, dois edifícios que serão mantidos e qualificados e um pavilhão desportivo e edifício técnico. De salientar é também a criação de um novo arruamento para permitir a segurança dos alunos e a criação de salas de aula e salas especiais para alunos com necessidades especiais. A segunda fase da obra deverá estar concluída este verão, para que a escola inaugure em pleno no próximo ano letivo.