Página Inicial > Notícias > Ministro...Regions”

Ministro da Administração Interna em Viana do Castelo para a conferência “Vital Regions”

08 Fevereiro 2018


O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo e da CIM Alto Minho, José Maria Costa, defendeu a definição de um plano de ação estratégico para aumentar a competitividade durante a conferência internacional “Vital Regions – Fixação e Atração de novos talentos como fator de desenvolvimento territorial”. A sessão, que contou com a presença do ministro da Administração Interna, foi organizada pelo Instituto Politécnico em colaboração com a CIM Alto Minho, a Confederação Empresarial do Alto Minho e o Programa Operacional para a Inclusão Social e Emprego.

A conferência abordou sobretudo a desertificação de vastas zonas do nosso território e com a insuficiência de pensamento estratégico para lhe fazer face, bem como com a necessidade de clarificação dos problemas e a procura de soluções adequadas. Foram, por isso, apresentados exemplos de regiões bem sucedidas na fixação de populações jovens, sendo um dos exemplos uma região da Austrália que foi fustigada por violentos incêndios em 2009 e na qual foi implementada uma estratégia de reconstrução e de fixação das populações.

Na sessão de abertura, o ministro Eduardo Cabrita sublinhou que o Alto Minho deve mobilizar-se para aproveitar fundos comunitários e que é necessário definir a estratégia para que, quer no país quer no quadro regional, “não se repita o mesmo de outros quadros comunitário quando tentarmos, fora de horas, encaixar num fato que não foi desenhado para nós”. Considerando a região de Viana do Castelo como um bom exemplo para o país, nomeadamente no plano económico, o ministro foi secundado pelo autarca e presidente da CIM, que defendeu que a região precisa de definir um plano de ação e uma estratégia para aumentar a competitividade.

Paralelamente à conferência internacional, decorreu igualmente uma reunião entre os autarcas da CIM Alto Minho e o Ministro da Administração, onde foi abordada a questão da defesa da floresta contra incêndios, tendo o governante sublinhado que o Alto Minho é a única região do país onde os municípios têm identificadas as zonas de intervenção prioritária nas suas freguesias.

Gabinete de Comunicação e Imagem
Câmara Municipal de Viana do Castelo