Página Inicial > Notícias > Ministro...do Castelo

Ministro da Administração Interna associa-se ao aniversário dos Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo

22 Março 2020

Os Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo assinalaram hoje os 240 anos de existência com um ato simbólico que incluiu uma ida ao cemitério e cumprimentos aos operacionais, onde o autarca vianense, José Maria Costa, deu conta de uma missiva do Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que se quis associar ao aniversário da corporação.


O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo e o Comandante dos Bombeiros Sapadores depositaram no Cemitério Municipal uma coroa de flores em memória aos bombeiros falecidos e visitaram o quartel, onde foi hasteada a bandeira da corporação, num ato simbólico que contou também com a presença do CODIS, em representação de todas as forças da Proteção Civil do distrito. Neste ato, o autarca vianense enalteceu o trabalho desenvolvido pelos bombeiros, sobretudo nesta altura, e deu conta da carta enviada pelo Ministro da Administração Interna.


Na missiva, Eduardo Cabrita expressa o seu “vivo reconhecimento” pelo trabalho dos Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo, lembrando a longevidade que é “digna de registo, tanto para as gerações que têm servido a causa da proteção e socorro às populações, como dos cidadãos que continuam, mais de dois séculos depois, a poder contar com tão profissionais e abnegados serviços”.


“Num momento particularmente difícil para o país, em que todos somos poucos para travar esta luta desigual, os bombeiros ganham ainda mais peso naquela que é a resposta necessária à pandemia que enfrentamos”, sublinha o governante, desejando “os maiores sucessos pessoais e profissionais” e agradecendo o papel do Município “de garante da estabilidade na prestação de socorro às gentes de Viana do Castelo”.


As comemorações previstas, recorde-se, foram adiadas para um momento mais oportuno, altura em que será apresentada uma exposição alusiva aos 240 anos dos Bombeiros Sapadores, bem como a apresentação do projeto de ampliação do Centro Municipal de Proteção Civil.


Fundado em 22 de março de 1780, com a designação original de Companhia da Bomba, o corpo dos Bombeiros Sapadores Viana do Castelo é atualmente o terceiro mais antigo de Portugal, logo a seguir aos Sapadores de Lisboa e Porto, sendo um serviço da Câmara Municipal, de quem depende administrativamente. Conta com uma estrutura profissional constituída por mais de 50 operacionais.


A corporação tem como função e objetivo principal o salvamento e proteção de pessoas e bens, tendo como área de atuação o Município de Viana do Castelo. No entanto, entra em campo sempre que solicitada pela estrutura da Autoridade Nacional de Proteção Civil.


Dispõe de veículos de combate a incêndios, veículos tanque, um veículo autoescada com trinta metros, ambulâncias de socorro, viaturas de socorro e assistência estratégica, veículo de comando, veículo de apoio a mergulhadores, veículos de apoio diverso e bote de socorro e resgate.


Em termos de capacidade intervenção, está preparado para incêndios, desobstrução e desencarceramento, matérias perigosas, salvamento em grande escala, ambiente subaquático e mergulho e ambientes de condições atmosféricas e anticorte.