Página Inicial > Notícias > Mais de quatro...Avifauna no CMIA

Mais de quatro mil pessoas visitaram exposição sobre Avifauna no CMIA

24 Agosto 2009

A exposição temporária de fotografia sobre a Avifauna em Viana do Castelo, elaborada com base na recente edição da Câmara Municipal de Viana do Castelo sobre as aves existentes no concelho, já foi visitada por mais de quatro mil pessoas desde o dia 05 de Junho. A mostra está patente no Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) até 12 de Setembro mas os números registam o interesse crescente dos visitantes pelas aves e pelas imagens captadas pelas objectivas de jovens vianenses.

Destes quatro mil visitantes, cerca de 500 são público em geral, cerca de dois mil através de visitas com associações ou em grupos organizados que agendaram actividades e visitas com o CMIA e cerca de seiscentos de escolas da região. A exposição temporária apresenta imagens registadas pelos jovens de Viana do Castelo e que estão compiladas numa obra inédita editada no âmbito das Comemorações dos 750 Anos do Foral Afonsino. Da autoria de António Rodrigues, Domingos Rocha, Duarte Nuno Araújo, Hélder Araújo e Pedro Gomes, este livro contém excelentes imagens da principal avifauna do concelho, fazendo ainda um enquadramento natural do concelho.  

 A edição e respectiva exposição retratam a beleza, o colorido e as características da avifauna do concelho. Trata-se de um catálogo de extraordinário cuidado fotográfico que apostou na observação e fotografia do património natural do Lima e do Litoral Norte, com especial enfoque para as aves. São cerca de cem espécies fotografadas e catalogadas e que resultam de um trabalho de campo e de investigação intenso ao nível da observação, fotografia e identificação que envolveu mais de 1200 horas de trabalho, entre Fevereiro de 2007 e Março de 2009.

 O CMIA de Viana do Castelo tem vindo a promover um largo conjunto de exposições dedicadas ao ambiente. Com dois anos de funcionamento, já participaram nas actividades do Centro mais de 18 mil pessoas de diversas faixas etárias, graças a uma diversidade de projectos, formações, exposições e iniciativas que tem vindo a marcar o calendário anual do concelho.    

O CMIA de Viana do Castelo é uma das obras marcantes da intervenção do Programa Polis. Foi recuperado um valioso património natural e edificado - Azenhas de D. Prior (moinho que funcionava com a força da maré), deixado ao abandonado na década de 30 do séc. XX e profundamente degradado. A sua reabilitação, da autoria do jovem arquitecto Jorge Cavaleiro, permitiu criar um espaço aberto ao púbico em geral com uma oferta de actividades variada e para diversas faixas etárias, possibilitando assim a fruição de valores culturais, de património natural e construído, bem como aprender a observar a natureza e adquirir boas práticas ambientais.

O CMIA proporciona ainda o indispensável enquadramento técnico e logístico às actividades a desenvolver no Parque Urbano de Viana do Castelo parte integrante da Zona Húmida do Estuário do Lima com cerca de 23 hectares.

 

            Viana do Castelo, 19 de Agosto de 2009

 

 

Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo