Página Inicial > Notícias > Igualdade...especiais

Igualdade de oportunidade para alunos com necessidades educativas especiais

23 Outubro 2012

DSC07956A Biblioteca Municipal de Viana do Castelo apresentou o projecto “Leitura para todos”. A iniciativa, que assinalou o Dia da Biblioteca Escolar, contou com a presença de representantes da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Educação, parceiros do projecto, onde foi realçado o papel fundamental da iniciativa na defesa do acesso à igualdade de oportunidade.

O projecto de cerca de 19 mil euros é co-financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Câmara Municipal de Viana do Castelo e dinamizado pela Biblioteca Municipal, e contou ainda com o apoio da Rádio Geice e da Oficina da Palavra do ATL Descansa a Sacola na produção dos livros áudio.

“Leitura para todos” surgiu no âmbito da candidatura da Câmara Municipal ao Programa de Apoio a Projetos de Promoção da Leitura em Bibliotecas Públicas em 2009, levado a cabo pela Fundação Calouste Gulbenkian. Com este projecto, pretende tornar-se acessível a leitura de forma igual e indiferenciada a todos os alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE).

Para tal, foram convertidos e adaptados cinco kits, quatro destinados às entidades parceiras (APPACDM de Viana do Castelo, APCVC de Viana do Castelo, CRTIC de Viana do Castelo e Agrupamento Vertical de Escolas de Darque) que desenvolvem trabalho de apoio ao aluno com NEE da comunidade vianense, e um outro à Biblioteca Municipal que, através do seu Serviço Leitura Especial, possui um conjunto de equipamentos facilitadores de leitura e documentos em formatos acessíveis.

Cada Kit é constituído por vinte títulos, desde o Pré-escolar ao 1.º Ciclo, que integram o Plano Nacional de Leitura (PNL), em diferentes suportes, tais como: livro áudio, livro digital, livro pictográfico e livro braille ilustrado, para permitir o acesso às obras, por parte dos alunos.

Ontem, na sessão de apresentação do projecto, foram entregues os kits pela vereadora da cultura e educação e pela directora adjunta do projecto da Fundação Calouste Gulbenkian e, nos discursos, ficou sobretudo patente o interesse da candidatura ao defender o papel da Fundação na defesa do acesso à igualdade de oportunidades.

 

            Viana do Castelo, 23 de Outubro de 2012