Página Inicial > Notícias > Herdeiro...do espólio

Herdeiro de Carolino Ramos doou 1.866 obras do artista à Câmara Municipal depois de um ano “de muito bom trabalho” para conservação do espólio

14 Outubro 2019

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, e o herdeiro do artista vianense Carolino Ramos, o neto Rui Ramos, assinaram a doação de 1.866 obras ao Município depois de um ano “de muito bom trabalho na conservação, catalogação e colocação online do espólio”.


Recorde-se que, há um ano, Rui Ramos tinha prometido doar o espólio do avô ao Município se o mesmo fosse alvo de tratamento, conservação e inventariação por parte da Câmara Municipal, entidade que assumiu o compromisso de colocar todo o material disponível para consulta online.


O espólio agora doado inclui trabalhos de temas muito variados, em técnicas diversas, desde aguarela, pintura a óleo, fotografia, litografia, desenho, estudos, escultura, esboços, entre outros. No total, são 1.767 desenhos, esboços e estudos, estando 549 desenhos assinados e datados, 75 aguarelas, 6 pinturas a óleo, 10 pinturas com técnica mista, 6 serigrafias, 2 esculturas em gesso, em trabalhos que foram criados entre 1920 e 1960 por Carolino Ramos.


Ao longo deste ano de trabalho, a autarquia procedeu à conservação preventiva do espólio; preservação e acondicionamento das obras, tendo adquirido armários metálicos, bem como papel, caixas e cartolinas ‘acid free’.
O Presidente da Câmara Municipal agradeceu a generosidade da família que permite agora disponibilizar esta coleção a todos os vianenses e ao mundo. Também Rui Ramos, neto do artista, considerou que este foi “um dia feliz” que encerra um ano de trabalho para a conservação e catalogação deste espólio.


Neste âmbito, a Câmara Municipal abriu uma conta no Flickr, o maior site para alojamento de fotografias e vídeos, onde criou uma página dedicada ao espólio de Carolino Ramos, que conta com 1.989 fotos e que permite a globalização do artista.


Em apenas três meses, desde julho, a página contou já com mais de 33 mil visualizações de todo o mundo, com uma média de 353 visualizações diárias, estando as diversas fotografias divididas por álbuns temáticos e por grupos de técnicas utilizados pelo artista.


Foi ainda descerrada a placa que atribuiu o nome de Carolino Ramos à galeria do 1º andar do Museu de Artes Decorativas, em homenagem a este ilustre vianense que nasceu a 19 de julho de 1897 na freguesia de Areosa e que pintou Viana do Castelo ao longo de quatro décadas.


Para José Maria Costa, “é uma honra poder contar com uma maravilhosa coleção de Carolino Ramos, um dos expoentes máximos da escultura e pintura de Viana do Castelo”.


Em abril, o Município inaugurou duas exposições de homenagem ao artista plástico, estando as exposições “Carolino Ramos: Quatro décadas a desenhar Viana” ainda disponíveis no Museu de Artes Decorativas e no Museu do Traje. Desde abril, as exposições já receberam mais de 45 mil visitantes.


O Presidente da Câmara Municipal deixou ainda um apelo a que todos os vianenses que possuam obras de Carolino Ramos as possam ceder a título provisório à autarquia, para que possam ser fotografadas e registadas para enriquecer o catálogo digital, sendo posteriormente devolvidas.