Página Inicial > Notícias > Filme Alto...na Alemanha

Filme Alto do Minho, de Miguel Filgueiras, em Itália e na Alemanha

14 Abril 2014

O filme Alto do Minho foi selecionado para o 62º Trento Film Festival, Itália, e para o 12º Göttingen International Ethnographic Film Festival, Alemanha.

No 62º Trento Film Festival, que decorrerá nas cidades italianas de Trento e Bolzano, de 24 de Abril a 04 de Maio, o Alto do Minho integrará a secção Eurorama. Esta secção mostra os melhores filmes documentais e etnográficos apresentados em festivais europeus do género em 2013, sendo o Alto do Minho o único filme português escolhido.

O Alto do Minho é também o único filme nacional selecionado para o 12º Göttingen International Ethnographic Film Festival. Este festival decorrerá na cidade de Göttingen, de 28 de Maio a 01 de Junho. Na sequência do anúncio desta seleção, o filme foi convidado para mais uma exibição na Alemanha, já confirmada para dia 02 de Junho, no prestigiado Max Planck Institute for Social Anthropology em Halle.

O Alto do Minho é um documentário etnográfico de autor realizado em 2012 por Miguel Filgueiras para o Museu do Traje de Viana do Castelo, que aborda a identidade cultural das gentes do Alto Minho.

Alto do Minho foi premiado com o Galo Dourado na categoria Turismo Rural, no Art & Tur - Festival Internacional de Filmes de Turismo 2012, Barcelos. Em Portugal foi também selecionado para a 7ª Mostra Vídeo Fundação Inatel e para a FACA – Festa de Antropologia, Cinema e Arte, ambos em Lisboa. Internacionalmente, conta já no seu palmarés com seleções para os festivais: Worldfilm (Estónia), FIFEQ (Canadá), Ethnofilm (Croácia), Ethnocineca (Áustria), FAS 2013 (Finlândia), Cine-Scapes (Letónia), NAFA - Bilbau (Espanha) e Margaret Mead (EUA).

Sinopse
Alto do Minho, mais do que um documentário, é uma impressão.
Parte de terras baixas para a época alta, para mostrar diversos matizes. O antes e o depois, que são os mesmos ciclos Atlânticos imutáveis da paisagem montanhosa, apesar de tudo. E o alto. Onde o profano se confunde com a fé como o passado com a actualidade.
Alto do Minho, mais do que um filme é um retrato que mexe. Como Warhol, quer espelhar em ecrã estrelas terrenas, numa montagem cadenciada e num olhar impressionista. Relances que podem ter ao fundo o épico de Gance, mas que são uma observação etnográfica pop, à superfície do sentimento latente.
Congela anónimos e paisagens de romarias, geografias e planos numa subjectividade a roçar o aleatório.

Ficha Técnica
Realização e montagem: Miguel Filgueiras
Fotografia: Paulo Alegria
Som: Diogo Amaro
Produção executiva: José Filgueiras
Música: Norberto Lobo
Pós-produção sonora: Paulo Miranda e Júlio Viana
Textos "e um pouco mais de cinzento": Eduardo Sardinha
Alto do Minho, Portugal, 2012, cor, full HD, 49 min.