Página Inicial > Notícias > CMIA assinala...aniversário

CMIA assinala segundo aniversário

17 Junho 2009
 

Do programa do aniversário constam exposições temáticas em diferentes locais da cidade e sobre diferentes temas como a mobilidade sustentável, o litoral de Viana do Castelo, a compostagem e os resíduos. No CMIA, e durante todo o fim-de-semana, decorre uma feira do livro na Sala do Moinho de Marés, jogos didácticos, actividades diversas da entidade gestora de Resíduos e Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (ERP).

Para o sábado, o CMIA organizou um workshop sobre "Fotografia no Parque" dinamizado pela Associação Guarda-Rios do Lima (à qual pertencem os autores do Livro da Avifauna de Viana do Castelo), uma oficina de trabalho sobre "Produção de sabão ecológico", as já habituais "Conversas de Fim de Tarde", desta vez a cargo do Prof. Carlos Venade sobre "O Universo da Vida", uma sessão de cinema onde roda "Uma Verdade Inconveniente" e, à noite, Astronomia no Parque.

            Para domingo, estão previstas novas actividades, com uma oficina sobre construção de um compostor doméstico, uma sessão de cinema para os mais novos com "A Idade do Gelo", actividades no Parque com "Caça ao Tesouro" e ainda arte em grafite. Pelas 17h00, está prevista uma visita ao CMIA e ao Parque Ecológico Urbano e, no final, decorre um pequeno concerto de música a cargo do grupo de guitarras de Perre. 

Ao comemorar o segundo aniverário, fica o registo das mais de dezoito mil pessoas de diversas faixas etárias que participaram nas actividades do CMIA, e ainda as mais de oitocentas mil visitas ao site do centro.

De realce é a aposta na pedagogia, com quatrocentos livros disponibilizados, uma planificação de visitas de escolas mensais às várias exposições por parte de escolas, mais de uma centena de alunos envolvidos no Projecto Rios (motivar a curiosidade científica e implementar o método científico experimental com vista à aplicação das exigências da Directiva Quadro da Água e da Lei da Água), a compostagem na escola com mais de quarenta escolas envolvidas, as mais de 1300 participações no projecto Reciclar(-te) (reutilização e reciclagem de materiais produzindo um objecto alusivo a um determinado tema) e a formação, com mais de doze sessões realizadas envolvendo duzentas pessoas.

            Outra das apostas principais foram também as dez exposições itinerantes, consideradas uma aposta ganha, e que percorreram já 17 locais diferentes e oito concelhos.

O CMIA de Viana do Castelo é uma das obras marcantes da intervenção do Programa Polis. Foi recuperado um valioso património natural e edificado - Azenhas de D. Prior (moinho que funcionava com a força da maré), deixado ao abandonado na década de 30 do séc. XX e profundamente degradado. A sua reabilitação, da autoria do jovem arquitecto Jorge Cavaleiro, permitiu criar um espaço aberto ao púbico em geral com uma oferta de actividades variada e para diversas faixas etárias, possibilitando assim a fruição de valores culturais, de património natural e construído, bem como aprender a observar a natureza e adquirir boas práticas ambientais.

O CMIA proporciona ainda o indispensável enquadramento técnico e logístico às actividades a desenvolver no Parque Urbano de Viana do Castelo parte integrante da Zona Húmida do Estuário do Lima com cerca de 23 hectares.

           


Viana do Castelo, 17 de Junho de 2009

Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo