Página Inicial > Notícias > Câmara Municipal...do Pescador

Câmara Municipal vai reabilitar Ponte Móvel da doca portuária e criar Cantinho do Pescador

26 Novembro 2014

A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai reabilitar a ponte móvel junto à doca portuária (doca de pesca) da Ribeira da cidade e criar um espaço de apoio social para os pescadores locais naquela área. As duas intervenções foram alvo de candidaturas ao PROMAR que foram recentemente aprovadas e visam melhorar as condições de trabalho da comunidade piscatória vianense.

Em causa está a reabilitação da Ponte Móvel junto à doca portuária – doca de pesca para apoio aos profissionais de pesca da Ribeira, podendo também acolher, pela sua polivalência, atividades de natureza lúdica. A infraestrutura vai substituir a existente em más condições, datada de 1957 e inativa há 13 anos, provocando prejuízos vários por estar em causa um elemento fundamental de mobilidade entre o acesso à lota e à zona de aprestos de pesca.
Os trabalhos a realizar incluem a reabilitação da estrutura metálica, a reabilitação da parte elétrica, incluindo iluminação e sistema de segurança e ainda a reabilitação dos carris.

Está ainda prevista a construção do “Cantinho do Pescador”, um equipamento social de apoio à comunidade piscatória, a situar junto à ponte móvel. O espaço será colocado à disposição dos pescadores através de protocolo com a associação de pescadores local e tem como objetivos prevenir a solidão e o isolamento, promover as relações pessoais e geracionais, prestar apoio psicossocial, favorecer a permanência dos mais idosos no seu meio habitual e contribuir para a prevenção de situações de dependência, promovendo a autonomia.

Estes novos investimentos, recorde-se, juntam-se à mais recente reabilitação dos armazéns de aprestos da zona, requalificados no âmbito de um projeto de recuperação, valorização e proteção do património natural, histórico e arquitetónico, de âmbito local. Trata-se de um investimento de 149.554,50 euros para qualificar o espaço e contribuir para a competitividade dos profissionais de pesca.

Em causa está um conjunto de edifícios divididos em três quarteirões na doca da cidade, no coração da ribeira, e que são a base de funcionamento da atividade piscatória da comunidade e que estavam degradados, prejudicando não apenas o bom funcionamento da atividade piscatória mas, também, a qualificação do próprio espaço.


Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Viana do Castelo