Página Inicial > Notícias > Câmara Municipal...Estratégico

Câmara Municipal lança participação pública da revisão do Plano Estratégico

21 Junho 2010

752A Câmara Municipal acaba de lançar online a participação pública da revisão do Plano Estratégico de Viana do Castelo para os próximos anos. Esse foi, aliás, um dos anúncios efectuados pelo Presidente da Câmara durante a sessão comemorativa dos 752 anos do Município, onde foi apresentado o diagnóstico prospectivo daquelas que serão as estratégicas de Viana do Castelo para os próximos anos.

Na sessão, José Maria Costa lembrou o processo de revisão do Plano aprovado em 1995 e aproveitou para lembrar que Viana do Castelo quer agora ter uma “nova visão, missão, valores e objectivos estratégicos”.

“Viana do Castelo assume um destino atlântico associado aos valores de sustentabilidade, assente na economia, nas ambiências urbanas e rurais, reinterpretando a tradição em contextos de inovação e modernidade. Vamos apostar na contemporaneidade, na coesão do território, na participação dos vianenses e na cooperação local, regional e nacional”, declarou no seu discurso o Presidente da Câmara, antecipando aquelas que foram as linhas gerais da revisão do Plano apresentadas pela equipa técnica responsável.

O Autarca aproveitou ainda para lançar a participação pública da revisão do Plano, que está agora disponível online para apresentação de ideias e projectos dos vianenses. Entretanto, a edilidade disponibiliza igualmente a apresentação feita pela empresa, que assenta em Viana do Castelo como destino atlântico associado aos valores da sustentabilidade, motor de uma economia baseada no mar e nas energias renováveis e espaço de ambiências, urbanas e rurais, que reinterpretam a tradição regional em contextos de inovação e contemporaneidade.

Consolidar a rede de acessibilidades estruturais de reforço da conectividade externa nos modos ferroviário e marítimo e a intermodalidade; garantir uma evolução territorial harmoniosa, abrangendo as dimensões da ocupação e gestão do território, da mobilidade e do acesso aos serviços colectivos de qualidade; promover a salvaguarda e valorização das áreas ambientalmente mais sensíveis, designadamente, a orla costeira, as zonas ribeirinhas e outras áreas de Rede de Natura; reforçar o posicionamento e inserção de Viana do Castelo no sistema regional de inovação em estruturação; melhorar as condições de atracção e acolhimento empresarial no concelho; estruturar o desenvolvimento do cluster das energias renováveis e das fileiras económicas do mar e da madeira; reforçar o concelho de Viana do Castelo como destino turístico, sustentável e diferenciador, baseado na diversidade de recursos e activos locais e regionais; criar condições para aumentar a competitividade dos produtos tradicionais nos mercados nacional e internacional; e qualificar o mercado de trabalho e melhorar o seu funcionamento são algumas das estratégias apontadas para o futuro.

Para a empresa, é igualmente necessário promover a qualificação das pessoas num sentido de melhoria da sua qualidade de vida e de desenvolvimento da dimensão humana, num quadro de abertura à diversidade e ao multiculturalismo; promover e valorizar o capital cultural local e regional e favorecer a sua transformação em factores de qualificação das pessoas, de melhoria da sua qualidade de vida e de fomento das artes e da criatividade; aprofundar respostas inovadoras, multidisciplinares e integradas para os problemas sociais e de exclusa; melhorar as condições de diversificação e capacitação institucional do concelho; assegurar um modelo de governance adequado à prossecução da estratégia de desenvolvimento do concelho e o reforço da cooperação institucional, no concelho e no seio de espaços territoriais alargados (em particular dentro da NUTS III Minho – Lima e da Euro região Galiza e Norte de Portugal).

Viana do Castelo, 21 de Junho de 2010

Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo