Página Inicial > Notícias > Câmara Municipal...de Ciência

Câmara Municipal firma com agrupamentos escolares contratos de comodato para equipamentos dos laboratórios da Rede Escolar de Ciência

20 Fevereiro 2019

O executivo da Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou a celebração de contratos de comodato com os agrupamentos de escolas para gestão dos equipamentos e espaços dos laboratórios da Rede Escolar de Ciência e de Apoio à Investigação Científica.


A Rede Escolar de Ciência é constituída por equipamentos que são propriedade do Município, adquiridos no âmbito do orçamento participativo escolar desenvolvido no ano letivo 2016/2017, tendo implicado um investimento direto de 130 mil euros do orçamento municipal.


Assim, tendo em conta a grande procura daqueles espaços laboratoriais, os contratos de comodato com um prazo de cinco anos estabelecem os aspetos gerais e de detalhe, nomeadamente o regime de propriedade de equipamentos, gestão dos espaços laboratoriais, conservação e manutenção, entre outros.


Na reunião de executivo foi ainda aprovada a proposta de Regulamento da Rede Escolar de Ciência e de Apoio à Investigação Científica, que visa regular e estabelecer a utilização da rede que, ao longo de 2018, no âmbito do desenvolvimento de projetos educativos para a flexibilidade curricular, abrangeu cerca de 3.000 alunos, 120 professores e 30 investigadores em ação no concelho.


A Rede Escolar de Ciência e de Apoio à Investigação Científica é constituída por 7 unidades laboratoriais instaladas nas escolas sede de agrupamento de Santa Maria Maior, Monte da Ola, Monserrate, Pintor José de Brito, Arga e Lima, Barroselas e Abelheira, incluindo Laboratório de Processamento de Amostras em Sedimentologia, Laboratório de Sondagem Mecânica e Geofísica, Laboratório de Comunicação de Ciência, Laboratório de Processamento de Amostras em Petrologia, Laboratório de Microscopia e Petrografia, Laboratório de Fotogrametria e Laboratório da Memória.

Foram também alterados os termos do protocolo de cooperação entre a Câmara Municipal e o Agrupamento de Escolas de Arga e Lima para instalação da Porta das Argas do Geoparque Litoral de Viana do Castelo. A Porta das Argas, a instalar na escola sede do Agrupamento de Escolas de Arga e Lima irá constituir-se como um centro de acolhimento a visitantes daquele setor do território-geoparque, permitindo-lhes conhecer as áreas locais classificadas, nomeadamente os 3 monumentos naturais (Turfeiras das Chãs de Arga; Cascatas da Ferida Má e Cristas Quartzíticas do Campo Mineiro de Folgadoiro-Verdes), os 2 Sítio de Importância Comunitária (SIC) da Rede NATURA2000 (Rio Lima e Serra de Arga) e os arqueossítios.


A Porta das Argas destacará e valorizará a temática do património mineiro, com o melhor aproveitamento e dinamização do pequeno núcleo museológico já existente, através da valorização do importante espólio de material (incluindo indumentária) utilizado na mineração de volfrâmio e de cassiterite (minério de estanho) principalmente da época da 2ª guerra mundial, mas também documentação de referência como todos pedidos de abertura de mina desde o início dos registos (1885), fotografias, testemunhos orais de antigos mineiros (a maioria avós e bisavós de alunos do agrupamento de escolas, alguns entretanto falecidos) e o cancioneiro mineiro. Integra ainda um inventário de minas (roteiro das minas de Arga e Lima) e minérios, que está a ser aprofundado no âmbito de um trabalho de investigação em curso. O Agrupamento de Escolas de Arga e Lima apresentou uma candidatura ao POR NORTE2020 para o desenvolvimento e valorização do espaço do núcleo museológico, tendo sido aprovado o financiamento no valor global de 54.870 euros.


O protocolo tem por objeto a instalação da Porta das Argas do Geoparque através da valorização do núcleo museológico do património mineiro de Arga e Lima, na EB2,3/S de Lanheses, dotando-o das condições de acolhimento, cénicas e de conteúdo adequadas ao espaço e às funções pretendidas.