Página Inicial > Notícias > Câmara...tomaram posse

Câmara Municipal e Assembleia Municipal tomaram posse

15 Outubro 2013

A Câmara Municipal de Viana do Castelo e a Assembleia Municipal de Viana do Castelo tomaram ontem posse no Teatro Municipal Sá de Miranda. No seu discurso, José Maria Costa, anunciou como prioridades para o próximo ano o desenvolvimento económico, a coesão social e territorial e a aposta no mar.

O autarca eleito lembrou os últimos quatro anos e o trabalho desenvolvido pelo executivo municipal que liderou e que “mereceu a confiança” dos vianenses e sublinhou as mudanças do novo ciclo autárquico com um novo desenho institucional nas juntas de freguesia “que vai pautar a nossa atuação nos próximos anos. Não é novidade para ninguém que este novo desenho apresenta imperfeições de forma e conteúdo”.

Sublinhando que os autarcas “têm o dever, neste momento difícil de «manto de nevoeiro» sobre o nosso futuro coletivo, de opinar e intervir no desenho do novo modelo de desenvolvimento económico, nas opções culturais do país, na definição das grandes infraestruturas, nas opções de intervenção organizacional para travar o despovoamento e empobrecimento do interior e na definição do modelo de Estado Social”, José Maria Costa defendeu uma “política de futuro”.

José Maria Costa lembrou também os novos desafios ao nível da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, “resultantes da estratégia de desenvolvimento territorial desenvolvida em parceria com os principais atores regionais, visando consolidar e consensualizar uma visão para este espaço regional”, lembrando que “este é um legado dos autarcas que deram ao longo dos últimos anos o melhor de si pelos seus municípios e pelo Alto Minho, que temos de preservar.

De acordo com o Presidente da Câmara, será estabelecido “um diálogo com a sociedade vianense, envolvendo todos os agentes económicos, sociais e culturais num processo de planeamento prospetivo, de forma participativa, sendo mais intenso com o Conselho Económico e Social”, sendo que a defesa da aplicação justa dos fundos comunitários para a região; a defesa do poder local democrático; a defesa da importância estratégica da construção naval em Portugal, na defesa dos ENVC; a defesa do desenvolvimento e coesão do Alto Minho; e a defesa e afirmação do valor das pessoas, das instituições e da economia da Região Norte são prioridades para os próximos quatro anos.

Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Viana do Castelo