Página Inicial > Notícias > Bombeiros...vespa velutina

Bombeiros Municipais de Viana do Castelo já registaram cerca de 450 vespeiros de vespa velutina

29 Agosto 2014

Os Bombeiros Municipais de Viana do Castelo registaram já 448 vespeiros de vespa velutina desde que foram detetados em Viana do Castelo. Só nos primeiros oito meses de 2014, esta entidade registou 216 vespeiros, que estão a ser queimados de forma a dizimar o vespeiro.

A validação e destruição é feita através de atos de queima em parceria com o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Viana do Castelo e tem vindo a registar-se um pouco por todo o concelho, sendo que, em 2014, 27 destes vespeiros foram destruídos por populares e 63 pelos Bombeiros Municipais, estando validados mais 67exemplares, 25 dos quais com categoria urgente. Já em 2013, foram registados 232 vespeiros, que foram destruídos.

De lembrar que que o Município de Viana do Castelo deliberou, em julho, uma proposta para uma intervenção urgente no combate da vespa velutina, exigindo uma clarificação urgente do Governo de quem deve coordenar e quais os meios a afetar para combater a praga, atendendo à dimensão preocupante que está a tomar na região norte.

No documento era solicitado à Ministra da Agricultura que seja implementada uma estratégia nacional e uma ação concertada das diversas entidades, clarificando as competências e criando uma equipa de intervenção que permita combater esta praga que está a por em causa a apicultura e a saúde pública. Este pedido surgiu na sequência das ocorrências no concelho em 2011, registadas pela APIMIL (Associação Apícola Entre Minho e Lima), e que se alastraram a outros concelhos, havendo casos nos concelhos limítrofes e em toda região norte.

A Vespa Velutina “nigrithorax” ou vespa asiática é uma espécie de vespa originária da China, predadora de outras vespas e abelhas. É uma das pragas da colmeia, capaz de dizimar completamente um enxame em poucos dias. Constitui, por isso, uma grande ameaça aos apiários e à produção de mel na região. De acordo com as informações existentes, cada ninho pode albergar até 2000 vespas e 150 fundadoras de novas colónias que, no ano seguinte, poderão vir a criar pelo menos 6 novos ninhos, o que motiva uma propagação muito considerável.

Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Viana do Castelo