Página Inicial > Notícias > “Danza Ricercata”...Cena Sign

“Danza Ricercata” e “27 Ossos" no Cena Sign

11 Julho 2012

O Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, recebe o espectáculo a cargo do Bomba Suicida – Associação de Promoção Cultural, a 13 e 14 de Julho, integrado no festival de artes performativas “Cena Sign”. O espectáculo está dividido em duas partes: “Danza Ricercata” e “27 Ossos”, da autoria de Tânia Carvalho.

Ficha Técnica:

Danza Ricercata
Um piano, um compositor, uma música, uma pianista, uma coreógrafa, uma bailarina, uma dança, uma música, uma dança, uma música... Quando um pianista toca está sempre implícita uma coreografia, necessária para a execução da música. Esta dança que a pianista faz ao interpretar a música sai como que improvisada, pois o que importa ali é que a música chegue aos ouvintes da forma desejada e os movimentos são deixados como que às ordens do que a música lhe pede. E se esses movimentos forem coreografados?... Esta é a proposta desta peça. Fazer com que os dois lados tenham a mesma importância e que um influencie outro. Pegar nos movimentos que já existem enquanto se toca e exagerá-los ou anulá-los.

Ficha Artística:
Estreada em 2008
Duração: 45’
Coreografia e direcção: Tânia Carvalho
Interpretação ao Piano: Joana Gama
Música: György Ligeti, Música Ricercata,11 piècespourpiano(1951-1953)
Produção: Bomba Suicida
Apoio: Alkantara (Lisboa)

 27 Ossos:
Quando penso no meu trabalho e no que me dizem as pessoas no final das apresentações, e assim por diante — penso em Solidão. Na medida e no sentido em que somos sós. Na medida e no sentido em que somos uma experiência única, e guardamos dentro de cada um de nós coisas que ninguém mais conhece. Na medida e no sentido em que somos únicos, e todos diferentes uns dos outros. O medo de incompreensão está em todos nós, vive e manifesta-se na sensação de solidão que nos habita. O meu modo de pensar – ao pensar tudo isto – não é o de lançar um olhar “filosófico” sobre a vida, mas antes pensar para chegar a criar: cada um dos espectadores pode olhar para o seu interior, e ver o que possuem de mais íntimo. Tudo o que eu fizer emerge do fundo do meu ser, e, no entanto, possui a capacidade de atingir o ser de um outro. Todo o encadeamento da peça tem presente a imagem de três mulheres cobertas e com máscaras, um toy piano, kabuki e nôh ? teatro tradicional japonês.

 

Ficha Artística:
2ª Parte (27 Ossos)
Estreada em 2012
Duração: 45’
Direcção e coreografia: Tânia Carvalho
Interpretação piano: Joana Gama Intérpretes: Luis Guerra, Luiz Antunes e Sandra Rosado. Música original: Diogo Alvim
Figurinos: AleksandarProtic
Caracterização: Tânia Carvalho
Direcção técnica som e luz: ZecaIglesias
Produção e difusão: Sofia Matos e Andreia Carneiro
Produção: Bomba Suicida Co-produção: Cine
Apoio: Alkantara (Lisboa) 

Biografia da Coreógrafa:
Tânia Carvalho. Nasceu em 1976 (Portugal). Vive e trabalha entre Viana do Castelo e Lisboa.
Começou a ter aulas de dança clássica aos cinco anos de idade. Em1991 fez o primeiro ano da Escola Superior de Dança (Lisboa, Portugal). Em 1997 ingressou no Curso de Intérpretes de Dança Contemporânea Fórum Dança (Lisboa, Portugal). Em 2004 foi convidada a participar no encontro “Pointe to Point”, inserido no Third Asia- Europe Dance Fórum, Tóquio. Em 2005 realizou o Curso de Coreografia da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, Portugal). Tem participado em vários trabalhos tanto a nível interpretativo como criativo onde colaborou com os seguintes coreógrafos: Francisco Camacho, Carlota Lagido, David Miguel, Filipe Viegas, Luís Guerra de Laocoi e Vera Mantero. Como actriz trabalhou com o Projecto Teatral. Como coreógrafa e intérprete criou mais de 20 peças, desde 1997. Reino Unido, França, Bélgica, Suíça e Alemanha são visitas recorrentes em pesquisas, residências e festivais. Desenvolve paralelamente os projectos musicais TrashNymphe Moliquentos.

É co-fundadora do colectivo de artistas Bomba Suicida – Associação de Promoção Cultural

 

 Viana do Castelo, 11 de Julho de 2012    

 

                  Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo