Página Inicial > Notícias > Autarcas...Alto Minho

Autarcas querem projeto piloto de revitalização económica do comércio, restauração e hotelaria no Alto Minho

16 Junho 2020

Os autarcas da CIM Alto Minho estiveram ontem reunidos com a Ministra da Coesão Territorial e com os Secretários de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional da Valorização do Interior, com o Presidente da CCRD-Norte e com os vogais da Autoridade de Gestão do Norte 2020 em Viana do Castelo, onde analisaram o atual quadro comunitário 2020 e prepararam a reprogramação do atual quadro face às novas exigências que o país atravessa. Durante o encontro, os autarcas apresentaram uma proposta à ministra Ana Abrunhosa para que seja desenvolvido no Alto Minho um projeto piloto de revitalização económica para os setores do comércio, restauração e hotelaria, muito afetados com o encerramento das fronteiras.

Na reunião, o autarca de Viana do Castelo e presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho teve oportunidade de fazer uma apresentação da região, fazendo um enquadramento económico, social e territorial do Alto Minho, identificando as principais prioridades consensualizadas pelos autarcas do Alto Minho para a reprogramação em curso, apresentando ainda os contributos da comunidade para o próximo ciclo do Portugal 2030.

Na sessão, os autarcas presentes identificaram a cooperação transfronteiriça com a Galiza como uma das principais ações, atendendo ao grande interface económico e social existente nas populações em redor do Rio Minho, mas defenderam sobretudo a abertura urgente das fronteiras não só para a passagem dos trabalhadores transfronteiriços, mas para apoiar todo o tecido económico, nomeadamente a restauração, o comércio e a hotelaria, cujo motor é a população daquela região vizinha.

Na reunião, foi reconhecido pela Ministra que a CIM do Alto Minho é uma das comunidades que mais contribui para os atuais níveis de execução no Programa Operacional do Norte e Portugal 2020, estando neste momento em curso um vasto conjunto de intervenções do Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial, bem como na reabilitação urbana e na infraestruturação de saneamento básico. Para os governantes, o Alto Minho tem sido bom exemplo não só na qualidade dos projetos, mas também na capacidade de execução, nomeadamente nas parcerias que tem desenvolvido com a administração central, como é o caso da requalificação das escolas.

No final da reunião, ficou o compromisso de agendamento de um novo encontro entre autarcas e a Ministra para ser efetuado um balanço das ações e atividades que serão entretanto implementadas.