Página Inicial > Notícias > Autarca de...financiamento da ULSAM

Autarca de Viana do Castelo pede revisão urgente do modelo de financiamento da ULSAM

24 Novembro 2017

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo e da CIM Alto Minho, José Maria Costa, na sua intervenção durante a sessão de abertura das Comemorações do vigésimo aniversário da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, pediu a revisão urgente do modelo de financiamento da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM).

O autarca vianense, também presidente da Assembleia daquela rede, referiu-se ao Plano Nacional de Saúde, afirmando que um dos pilares deste plano assenta numa maior equidade e solidariedade na área da saúde. Nesse sentido, garantiu ser urgente que seja revisto o modelo de financiamento do Ministério da Saúde à ULSAM, cujos valores médios de comparticipação são inferiores à média nacional, situação que tem prejudicado o investimento em recursos humanos, equipamentos e nas instalações dos serviços de saúde do Alto Minho.

No seu discurso, José Maria Costa referiu que e apesar destas dificuldades de subfinanciamento, os profissionais de saúde têm feito um bom trabalho e atingido bons resultados de gestão, sendo muitas vezes penalizados face a outras Unidades de Saúde, que não conseguem tão bons indicadores de atividade e são mais financiadas.
O Presidente da Câmara Municipal e da Assembleia da Rede defendeu ainda que os Municípios querem intervir e participar no debate nacional sobre as políticas de saúde das populações e querem também reforçar parcerias com o Ministério da Saúde nas campanhas de promoção de saúde e também reforçar parcerias com o Ministério da Saúde nas campanhas de promoção de saúde, no combate à obesidade, ao consumo do sal e do álcool.

O autarca falava durante as comemorações dos vinte anos da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis, uma associação de municípios constituída formalmente a 10 de Outubro de 1997, em Viana do Castelo. A Rede tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do Projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.

Dos seus objetivos consta apoiar e promover a definição de estratégias locais suscetíveis de favorecer a obtenção de ganhos em saúde; promover e intensificar a cooperação e a comunicação entre os Municípios que integram a Rede e entre as restantes Redes Nacionais participantes no Projeto Cidades Saudáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS); e divulgar o Projeto Cidades Saudáveis, estimulando e apoiando a adesão de novos Municípios.

Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Viana do Castelo