Página Inicial > Notícias > Autarca de...Marrocos

Autarca de Viana do Castelo em encontro com investidores do Irão, Gana, Argélia e Marrocos

25 Setembro 2019

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, recebeu ontem uma comitiva de investidores do Irão, Gana, Argélia e Marrocos que se encontra a visitar o Alto Minho no âmbito do projeto Export Improving Minho. No encontro, o autarca teve a possibilidade de apresentar as potencialidades da região, enquadrando os incentivos criados pelo Município para atração de empresas e de investidores, bem como as infraestruturas de excelência existentes no concelho.


Este encontro enquadra-se na Estratégia Municipal de Internacionalização de Viana do Castelo que o Município está a promover. Recorde-se que o autarca vianense tem vindo a desenvolver uma política de diplomacia económica e enfatizado o trabalho das geminações de Viana do Castelo com diversas cidades de todo o mundo, promovendo a visita de diversos embaixadores, empresários e governantes ao concelho.


Durante a visita, a comitiva internacional teve ainda oportunidade de reunir com empresários e de conhecer empresas vianenses de sucesso a nível nacional e internacional.


Recorde-se que o Município vianense decidiu, desde o início do Regime de Incentivos, criado em 2012, mais 35 propostas de isenção de IMT. Os investimentos previam a criação de 3.557 postos de trabalho, mas, efetivamente, foram concretizados já mais de 4.857 postos de trabalho, garantindo mais 1.300 empregos do que o estimado inicialmente.


O Regime de Incentivos para 2019 inclui reduções e isenções de taxas para investidores de empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial, atividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura e floresta de base regional e do mar, regeneração urbana, entre outros, com especial enfoque no Setor Tecnológico, Serviços Partilhados e Indústrias/Atividades Criativas.


De lembrar que o Regime de Incentivos aplica-se para empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial com a isenção total de taxas de licenciamento em todas as operações urbanísticas; atividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura, floresta e produtos de base regional; regeneração urbana com a redução em 50% das taxas de urbanização e edificação e a isenção total das taxas de ocupação de domínio público; modernização de Espaços Comerciais e Espaços de Restauração e Bebidas e pagamento em prestações das Taxas de Ocupação dos Lotes do Parque Empresarial da Praia Norte.