Página Inicial > Notícias > Autarca de...da Europa

Autarca de Viana do Castelo destaca importância do Comité das Regiões no Dia da Europa

09 Maio 2019

No âmbito das comemorações do Dia da Europa, o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, enquanto Presidente da Delegação Portuguesa do Comité das Regiões, participou hoje no “Dia de Portas Abertas – A Europa é a minha região”, onde sublinhou a importância do funcionamento do Comité das Regiões e do trabalho das diferentes comissões que desenvolvem pareceres e iniciativas para a Comissão Europeia e Parlamento Europeu.


Na sessão, que aconteceu na Estação de Tratamento de Água (ETA) de Areias de Vilar, em Barcelos, José Maria Costa deu especial relevo à importância do Fundo de Coesão para Portugal e Região Norte, dando nota da necessidade de continuidade dos fundos para o próximo quadro comunitário de apoio para a conclusão de projetos do Ciclo Urbano da Água, das alterações climáticas, do combate à erosão costeira e prevenção de incêndios e zonas de risco.


Para o autarca, é ainda fundamental a importância que o POSEUR tem tido no apoio à Região Norte e ao Alto Minho nos projetos de melhoria do funcionamento, modernização e atualização dos resíduos sólidos urbanos e também na ampliação e renovação de infraestruturas do Ciclo Urbano da Água.


A Câmara Municipal de Viana do Castelo assinala hoje o Dia da Europa, celebrado a 9 de maio, com o hastear da bandeira da União Europeia nos Antigos Paços do Concelho.


Todos os anos, no Dia da Europa, no mês de maio, festeja-se a paz e a unidade do continente europeu. Esta data assinala o aniversário da Declaração Schuman, que este ano também será comemorado pelas delegações da União Europeia em todo o mundo com a realização de atividades e eventos durante todo o mês de maio.


Num discurso proferido em Paris, em 1950, Robert Schuman, o então Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, expôs a sua visão de uma nova forma de cooperação política na Europa, que tornaria impensável a eclosão de uma guerra entre países europeus. Defendia, assim a criação de uma instituição europeia encarregada de gerir em comum a produção do carvão e do aço. Menos de um ano mais tarde, era assinado um tratado que criava uma entidade com essas funções. Considera-se que a União Europeia atual teve início com a proposta de Schuman.