Página Inicial > Notícias > Ano Internacional...Biodiversidade

Ano Internacional da Biodiversidade

20 Maio 2010

CMIA_-_Outdoor_BiodiversidadeA Câmara Municipal de Viana do Castelo, através do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA), vai assinalar o Ano Internacional da Biodiversidade da UNESCO com um vasto conjunto de actividades com o principal objectivo de sensibilizar e promover a informação aos cidadãos relativamente à importância de protecção e conservação de espécies e habitats.

Assim, e até Dezembro de 2010, o CMIA acolhe Oficinas de Aprendizagem, Sessões Temáticas, Conversas Fim de Tarde, Acções de Sensibilização sobre o meio aquático (integradas no Programa Bandeira Azul da Europa) e três grandes exposições: “Biodiversidade em espaços naturais de Viana do Castelo”, “Anima Vegetalis” e “ Museu das Borboletas”.

As iniciativas, dirigidas ao público em geral e sobretudo escolar, tem como pano de fundo diversos locais da cidade, nomeadamente o Estuário, o Litoral e a Serra e o seu objectivo principal é “passar uma mensagem global criando distintas formas de aprendizagem e transmissão de conhecimento sobre a biodiversidade e características essenciais dos ecossistemas desta região”.

Todas as actividades dinamizadas neste âmbito pretendem destacar o papel fundamental dos organismos no equilíbrio sustentável dos ecossistemas. A preservação da biodiversidade traduz-se na conservação e minimização da extinção de espécies, nomeadamente as que se encontram com estatuto de ameaça em Sítios definidos pelo programa Rede Natura 2000.

O Ano Internacional da Biodiversidade foi lançado em 2010 pelas Nações Unidas como uma campanha mundial de sensibilização para a salvaguarda da biodiversidade. A 22 de Maio, é celebrado o Dia Internacional da Biodiversidade, instituído para promover o conhecimento sobre a biodiversidade e alertar para os problemas a ela associados como as alterações climáticas, as rápidas mudanças nos diferentes habitats e as consequentes modificações nas taxas de reprodução animal e no crescimento das plantas ou, em casos extremos, o desaparecimento de inúmeras espécies de fauna e flora.

 

 

Viana do Castelo, 20 de Maio de 2010

Gabinete de Imprensa

Câmara Municipal de Viana do Castelo