Página Inicial > Notícias > 17 milhões...do Castelo

17 milhões de euros para a reabilitação urbana de Viana do Castelo

31 Maio 2016

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, anunciou ontem, durante a sessão de abertura das Jornadas de Reabilitação que contou com a presença do Ministro do Ambiente, que vão ser investidos cerca de 17 milhões de euros para reabilitação urbana no concelho.

As Jornadas, que são organizadas pela autarquia em parceria com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, a APRUPP (Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património); o IC-FEUP (Instituto da Construção da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto) e a ESG (Escola Superior Gallaecia), pretende divulgar e debater este tema e integra visitas a obras de reabilitação executadas em Viana do Castelo.

No seu discurso durante a sessão de abertura, José Maria Costa lembrou as iniciativas próprias de requalificação do espaço público, designadamente o conjunto de incentivos às atividades de reabilitação urbana, a aprovação das ARUs e agora a candidatura ao Norte 2020 do Plano de Desenvolvimento Urbano PEDU.

Segundo o autarca, “a estratégia do PEDU de Viana do Castelo aponta 4 Áreas de intervenção prioritárias – a ARU do Centro Histórico com a ORU já aprovada na última Assembleia Municipal, a ARU da Frente Ribeirinha, a ARU da Cidade Poente e a ARU de Darque- que têm um conjunto de benefícios fiscais e taxas municipais, permitindo também através do Portugal 2020, o acesso a financiamentos dos investidores privados”.

Segundo o autarca, a dotação financeira alocada ao PEDU de Viana do Castelo é de 17 milhões de euros para as três tipologias: Reabilitação Urbana, Mobilidade Sustentável e Plano Desenvolvimento das Comunidades Desfavorecidas, que serão “acompanhadas por medidas e ações governativas de simplificação administrativa, de reforço dos instrumentos financeiros e da agilização dos processos e procedimentos dos instrumentos de gestão territorial”.

“As expetativas que todos colocamos na reabilitação são muito grandes. A começar pelos municípios, e a terminar nos empresários dos setores da construção”, concluiu o autarca de Viana do Castelo

Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Viana do Castelo