Página Inicial > Agenda Cultural > II Seminário...do Garrano

II Seminário - Percursos do Homem e do Garrano

No dia 16 de novembro, o II Seminário “Percursos do Homem e do Garrano” vai apresentar os resultados de dois anos do projeto dedicado à valorização dos recursos endógenos do município, nomeadamente ao garrano e aos espaços naturais onde este animal habita. O seminário, que inicia pelas 9h00, acontece na Escola Básica e Secundária de Lanheses e contará com a presença de várias entidades e diversos investigadores nacionais e internacionais. 
Este encontro assume-se como mais uma oportunidade para aprofundar e debater o conhecimento sobre esta raça autóctone, contribuir para a abertura de novas perspetivas para o turismo equestre e estimular a adoção de boas práticas de gestão do habitat do garrano, designadamente nas serras de Arga e Santa Luzia. 
Já a 17 de novembro, sábado, acontece o II Festival do Garrano, no Paço de Lanheses, a partir das 15h30. O evento, de entrada livre, será um novo espetáculo de demonstração das qualidades do garrano e as diversas formas de equitação que proporciona. 
O projeto “Percursos do Homem e do Garrano”, financiado pelo Norte 2020 - Património Natural, foi desenvolvido pelo município de Viana do Castelo ao longo dos últimos dois anos, através da implementação de diversas ações e iniciativas, com o objetivo de valorizar esta raça autóctone e aumentar a visitação turística das áreas classificadas da Rede Natura 2000, através da expansão e diversificação de modalidades da rede de percursos de natureza. 
Foram, assim, criados três percursos equestres e um novo trilho pedestre, com interpretação conjugada do património natural e histórico-cultural, valorizando o caráter único do seu mosaico paisagístico. Estes percursos representaram ainda novas oportunidades para as empresas de Turismo de natureza, Turismo em espaço rural e Touring cultural e paisagístico. 
Em paralelo, pretendeu-se contribuir para o reconhecimento do garrano como raça autóctone e as serras de Arga e de Santa Luzia como espaço privilegiado para a sua observação. Procurou-se ainda incrementar a informação das populações locais sobre o valor cultural e natural do garrano, através de ações de educação ambiental e de divulgação.
Neste âmbito, Viana do Castelo integra um projeto mais vasto, que associa a Universidade da Sorbonne, a Universidade de Kyoto e a Universidade de Coimbra, parceiros científicos que irão continuar a desenvolver trabalho de investigação neste território. A projeção da importância do garrano nas suas múltiplas dimensões necessita de estudos científicos profundos e contínuos, de um debate alargado, da criação de redes de cooperação interinstitucionais e da aposta em ações de divulgação, sensibilização e demonstração que promovam as qualidades e apetências da raça.

Informações
Evento
de 16 de Novembro de 2018
a 17 de Novembro de 2018