Página Inicial > Agenda Cultural > 27ª Festival...Praça da Erva

27ª Festival Jazz na Praça da Erva

No final do mês de julho, Viana do Castelo acolhe três noites de música para a 27ª edição do Jazz na Praça da Erva. O evento começa a 26 de julho, quinta-feira, pelas 17h00, com Desbundixie – Dixieband e animadores de rua numa performance itinerante entre a Praça da Erva, Praça da República e centro histórico da cidade. O evento é promovido pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, com direção artística de David Martins.
No dia 26 de julho, às 21h30, a Praça da Erva acolhe os holandeses Jean Paul Rena and His Band e, às 22h45, Vítor Bacalhau Trio sobe ao mesmo palco.
No dia 27 de julho, às 21h30, a Porta Mexia Galvão acolhe Let The Jam Roll e, às 22h45, a Praça da Erva recebe o concerto comemorativo dos vinte anos do projeto Lokomotiv.
Sábado, 28 de julho, na última noite, a Porta Mexia Galvão recebe Raphsody in Blue, com Francisco Martins e Banda Musical de Monção, tendo como solistas Francisco Martins ao piano, Rubén Simeó com trompete e João Valinho com clarinete, com direção de José Vicente Simeó. Pelas 22h45, o festival de jazz encerra às 22h45 na Praça da Erva, com Just Soul Orchestra.

Características dos projetos musicais:

Desbundixie - dixieband – projeto com a música percussora do jazz: dixieland, charlston e ragtime. Performance itinerante, acompanhados por animadores de rua que divulgam a abertura e programa do festival – concerto itinerante em formato acústico, percorre a zona central da cidade.

Jean Paul Rena and His Band – projeto da área do blues e rhythm blues, tendo como figura central o guitarrista e vocalista holandês Jean Paul Rena – um artista de relevo na cena internacional.


Vítor Bacalhau Trio – trio algarvio da área do blues, soul e blues rock, tendo como figura central o guitarrista e vocalista Vítor Bacalhau, que representou este ano Portugal no European Blues Challenge 2018 em Oslo, tendo-se classificado em 3º lugar num conjunto de 21 bandas consideradas as melhores em outros tantos países europeus.

Let The Jam Roll – quinteto de música de fusão e funk jazz fundado em 2005. Adeptos de uma sonoridade declaradamente orientada para espetáculos ao vivo, primando pela animação e versatilidade dos temas aliados a uma mensagem moderna e de forte componente social, permitindo, assim, uma maior comunicabilidade com o publico. É de destacar a sua presença em inúmeros festivais sendo de destacar a sua participação nos: North Festival em Guimarães, Festa do Avante e Festival de Paredes de Coura, entre outros.

Lokomotiv – grupo histórico do jazz nacional, comemorando, este ano, os 20 anos de carreira, irão percorrer os maiores festivais de jazz em Portugal e vários outros a nível internacional. Com Carlos Barreto no contrabaixo, Mário Delgado na guitarra e José Salgueiro (ex-baterista dos Trovante), são uma instituição numa estética jazzística que vai desde o jazz tradicional ao jazz mais contemporâneo e progressivo.

Rhapsody in Blue – a obra mais emblemática de George Gerswhin para piano solista e grande banda que alia o jazz à música clássica, Interpretado ao piano pelo jovem pianista vianense Francisco Martins que, depois de concluir com distinção a licenciatura em Piano na ESART em 2017, acaba de terminar a pós-graduação em Piano Performance no Instituto Superior Katarina Gurska em Madrid, também com distinção, tendo sido recentemente admitido para o próximo ano letivo em Londres numa das 5 melhores escolas de música do mundo – a Guildhall School of Music & Drama. Atendendo à alta exigência da obra, acompanham-no na obra mestra de Gershwin uma Big Band com 70 músicos formada especialmente para este contexto a partir da Banda de Música de Monção, com vários reforços internacionais de renome. Para além da mítica obra de Gershwin, será interpretado repertório jazzistico tendo como solista o jovem e internacionalmente reconhecido trompetista espanhol - Rubén Simeó Gijón.

Just Soul Orchestra – banda com 7 músicos e 3 cantores, num total de 10 artistas em palco. Show eletrizante com temas da área da Soul Music, do Funk e do Fusion Jazz. A banda integra músicos de referência de várias gerações da música pop rock nacional, como é o caso do teclista Jorge Filipe membro dos Trabalhadores do Comércio e dos Arte & Ofício – este é o projeto certo para levar ao rubro a Praça da Erva e assim encerrar a 27ª edição do Jazz na Praça da Erva

Informações
Evento
de 26 de Julho de 2018
a 28 de Julho de 2018