Agenda Cultural

01 de Janeiro de 2022


Agenda Cultural Janeiro 2022


Descarregue aqui o pdf.

 

16/01 - XXIII Meia Maratona Manuela Machado e Caminhada   

Local: Viana do Castelo
Organização: Cyclones Clube Cardielos

Sabia que…?
Todos os anos, a Meia Maratona conta com uma participação cada vez maior de atletas nacionais e internacionais, bem como com a presença da ex-campeã mundial, Manuela Machado, que participa e organiza a prova.


 

20/01 – Dia da Cidade 

Local: Teatro Municipal Sá de Miranda

Sabia que…?

A 20 de Janeiro de 1848 D. Maria II elevou à categoria de cidade a Vila de Viana da Foz do Lima, atribuindo-lhe o nome de Viana do Castelo, como reconhecimento da coragem e lealdade da guarnição do Castelo de Santiago da Barra.
A Sessão Solene do Dia da Cidade inclui a atribuição de títulos honoríficos de Cidadão de Honra, Cidadão Honorário, Cidadão de Mérito e Instituição de Mérito, galardões que prestam homenagem às personalidades e às instituições que, nas mais diversas áreas, se destacam pelos notáveis serviços prestados a Viana do Castelo, ao país e ao mundo através do seu trabalho, da sua arte ou da sua dedicação.


 

28/01 - VI Gala do Desporto de Viana do Castelo 

Local: Viana do Castelo

Sabia que…?
A Gala do Desporto de Viana do Castelo é um evento anual organizado pelo Município que visa distinguir e premiar as entidades e agentes desportivos que durante a época desportiva mais se notabilizaram pelos resultados alcançados ou pelos serviços prestados nas diversas modalidades desportivas, fruto do prestígio que deram à sociedade e ao desporto, quer pelo seu mérito ou conduta, tendo ao mesmo tempo um papel preponderante no desenvolvimento do desporto no concelho.


 

31/01 - 24º Aniversário da chegada do Navio Gil Eannes a Viana do Castelo

Local: Navio Gil Eannes
Programação a ser divulgada oportunamente

Sabia que…?
O Gil Eannes foi construído nos Estaleiros de Viana do Castelo em 1955, tendo como missão apoiar a frota bacalhoeira portuguesa nos mares da Terra Nova e Gronelândia. A sua principal função foi prestar assistência hospitalar aos pescadores e tripulantes da frota bacalhoeira, mas também foi navio capitania, navio correio, navio rebocador, garantindo abastecimento de mantimentos, redes, isco e combustível aos navios da pesca do bacalhau. Ficou, durantes anos, abandonado no cais do porto de Lisboa, até ser vendido a um sucateiro para abate em 1997.
Após ser resgatado da sucata pela autarquia, chegou a Viana do Castelo a 31 de janeiro em 1998 para receber obras de reabilitação, tendo aberto ao público como Navio Museu nesse ano. Desde então, desempenha uma importante missão como espaço cultural e expositivo, sendo o museu mais visitado do concelho.


 
Passeio das Mordomas da Romaria 
4904-877 Viana do Castelo
tl.:258 809 300 
fx.:258 809 347